Arquivo da tag: lula

PT Nacional pede para que seus “diretórios” façam grandes mobilizações em defesa de Lula

O Diretório Nacional do Partido dos Trabalhadores (PT), emitiu um comunicado a todos os Diretórios Regionais e Municipais, para que se mobilizem em defesa de Lula, que foi condenado a 9 anos e 6 meses de prisão pelo Juiz Sérgio Moro.

O comunicado pede também que os diretórios entre em contato com os movimentos sociais para que juntos planejem mobilizações em suas cidades em regiões.

Um dos primeiros atos foi organizado após a condenação do ex-presidente Lula, foi na cidade de São Paulo, onde trabalhadores e trabalhadoras se concentraram em frente ao MASP, na Avenida Paulista, desde as 17h.

LEIA ABAIXO O COMUNICADO

 

São Paulo, 12 de julho de 2017.

Comunicado aos Presidentes de DRs e DMs do PT:

Prezados e Prezadas Companheiros e Companheiras,

Diante da consumação da condenação do Presidente Lula pelo juiz Moro,
conclamamos a todos os Dirigentes regionais e locais do PT que imediatamente entrem em contato com os representantes dos Partidos do campo popular e com os Movimentos Sociais para que imediatamente planejem mobilizações em suas cidades e Estados.

Hoje em São Paulo já haverá uma primeira manifestação. É importante e
urgente nos mobilizarmos e vejam o local e a forma mais adequada de realizar
mobilizações, mesmo que sejam inicialmente menores, na perspectiva de um
crescimento nos próximos dias. O tom é a denúncia da injustiça da condenação sem provas e ao mesmo tempo a pressão sobre o TRF 4 para que a sentença seja revista.

Procurem por favor informar a Secretaria Nacional de Organização sobre as
iniciativas tomadas.

Nos próximos dias vamos lhes repassando novas orientações e informações.

Toda solidariedade ao Presidente Lula!

Lula inocente!

Gleisi Hoffmann
Presidenta Nacional do PT

DANÇOU: Lula é condenado a nove anos e seis meses de prisão

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) foi condenado nesta quarta-feira pelo juiz Sérgio Moro a nove anos e seis meses de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro no caso envolvendo o tríplex no Guarujá, litoral de São Paulo.

A condenação é decorrente das investigações feitas pela Operação Lava Jato. 

Segundo as investigações, o ex-presidente teria recebido R$ 3,7 milhões de propina em contratos entre a empreiteira OAS e a Petrobras. Lula teria recebido o apartamento em troca dos contratos firmados entre a OAS e a Petrobras enquanto era presidente.

A denúncia contra Lula foi apresentada pelo MPF (Ministério Público Federal) em setembro do ano passado. Na ocasião, o órgão ainda sugeriu o pagamento de uma multa no valor de R$ 87 milhões.

Também são réus no caso o ex-presidente da OAS, Léo Pinheiro, os executivos da empresa Agenor Franklin Medeiros, Paulo Gordilho, Fábio Yonamine e Roberto Ferreira, e o presidente do Instituto Lula, Paulo Okamotto. Todos são acusados de lavagem de dinheiro e corrupção ativa. A ex-primeira-dama Marisa Letícia teve o nome excluído da ação após a sua morte, em fevereiro passado.

Lula tem 30%, Bolsonaro 16%, e Marina 15%, aponta pesquisa para Presidente.

Lula (esq.) e Jair Bolsonaro (dir.)

Uma pesquisa do instituto Datafolha foi divulgada nesta segunda-feira (26) pelo jornal “Folha de S.Paulo” com índices de intenção de voto para o primeiro turno da eleição presidencial de 2018. Veja os resultados dos oito cenários pesquisados:

Cenário 1 (com Alckmin):

  • Lula (PT): 30%
  • Jair Bolsonaro (PSC): 16%
  • Marina Silva (Rede): 15%
  • Alckmin (PSDB): 8%
  • Ciro Gomes (PDT): 5%
  • Luciana Genro (PSol): 2%
  • Eduardo Jorge (PV): 2%
  • Ronaldo Caiado (DEM): 2%
  • Branco/nulo/nenhum: 18%
  • Não sabe: 2%

Cenário 2 (com Doria):

  • Lula (PT): 30%
  • Marina Silva (Rede): 15%
  • Jair Bolsonaro (PSC): 15%
  • João Doria (PSDB): 10%
  • Ciro Gomes (PDT): 6%
  • Luciana Genro (PSOL): 2%
  • Eduardo Jorge (PV): 2%
  • Ronaldo Caiado (DEM): 2%
  • Branco/nulo/nenhum: 16%
  • Não sabe: 2%

Cenário 3 (com Joaquim Barbosa e Alckmin)

  • Lula (PT): 30%
  • Marina Silva (Rede): 15%
  • Jair Bolsonaro (PSC): 15%
  • Joaquim Barbosa (sem partido): 11%
  • Geraldo Alckmin (PSDB): 8%
  • Luciana Genro (PSOL): 2%
  • Eduardo Jorge (PV): 2%
  • Ronaldo Caiado (DEM): 2%
  • Branco/nulo/nenhum: 14%
  • Não sabe: 2%

Cenário 4 (com Joaquim Barbosa e Doria)

  • Lula (PT): 29%
  • Marina Silva (Rede): 15%
  • Jair Bolsonaro (PSC): 13%
  • Joaquim Barbosa (sem partido): 10%
  • João Doria (PSDB): 9%
  • Luciana Genro (PSOL): 2%
  • Eduardo Jorge (PV): 2%
  • Ronaldo Caiado (DEM): 1%
  • Branco/nulo/nenhum: 15%
  • Não sabe: 2%

Cenário 5 (sem PT)

  • Marina Silva (Rede): 22%
  • Jair Bolsonaro (PSC): 16%
  • Joaquim Barbosa (sem partido): 12%
  • Ciro Gomes (PDT): 9%
  • Geraldo Alckim (PSDB): 9%
  • Luciana Genro (PSol): 3%
  • Eduardo Jorge (PV): 2%
  • Ronaldo Caiado (DEM): 2%
  • Branco/nulo/nenhum: 23%
  • Não sabe: 3%

Cenário 6 (Com Haddad):

  • Marina Silva (Rede): 22%
  • Jair Bolsonaro (PSC): 16%
  • Joaquim Barbosa (sem partido): 13%
  • Geraldo Alckim (PSDB): 10%
  • Luciana Genro (PSol): 4%
  • Fernando Haddad (PT): 3%
  • Eduardo Jorge (PV): 2%
  • Ronaldo Caiado (DEM): 2%
  • Branco/Nulo/Nenhum: 25%
  • Não sabe: 3%

Cenário 7 (com Moro):

  • Lula (PT): 29%
  • Sergio Moro (sempartido): 14%
  • Marina silva (Rede): 14%
  • Jair Bolsonaro (PSC): 13%
  • Geraldo Alckmin (PSDB): 6%
  • Luciana Genro (PSol): 2%
  • Eduardo Jorge (PV): 2%
  • Ronaldo Caiado (DEM): 1%
  • Branco/Nulo/Nenhum: 15%
  • Não sabe: 2%

Cenário 8 (Sem alvos da Lava jato)

  • Marina Silva (Rede): 27%
  • Jair Bolsonaro (PSC): 18%
  • João Doria (PSDB): 14%
  • Ciro Gomes (PDT): 12%
  • Branco/Nulo/Nenhum: 26%
  • Não sabe: 3%

Rejeição no 1º turno

  • Lula (PT): 46%
  • Alckmin (PSDB): 34%
  • Bolsonaro (PSC): 30%
  • Haddad (PT): 28%
  • Ciro (PDT): 26%
  • Marina (Rede): 25%
  • L. Genro (Psol): 24%
  • Caiado (DEM): 23%
  • Moro (s/ part.): 22%
  • Eduardo Jorge (PV): 21%
  • Doria (PSDB): 20%
  • J. Barbosa (s/ part.): 16%
  • Votaria em qualquer um/não rejeita nenhum: 3%
  • Não votaria em nenhum: 3%

A pesquisa tem margem de erro de dois pontos percentuais para mais ou para menos e índice de confiança de 95%. O Datafolha ouviu 2.771 pessoas nos dias 21 e 23 de abril.

Segundo turno

Em relação ao segundo turno, foram feitas oito projeções. São elas:

Cenário 1

  • Lula: 45%
  • Alckmin: 32%

Cenário 2

  • Lula: 45%
  • Doria: 34%

Cenário 3

  • Marina: 40%
  • Lula: 40%

Cenário 4

  • Lula: 45%
  • Bolsonaro: 32%

Cenário 5

  • Marina: 49%
  • Bolsonaro: 27%

Cenário 6

  • Alckmin: 34%
  • Ciro: 31%

Cenário 7

  • Ciro: 34%
  • Doria: 32%

Cenário 8

  • Moro: 44%
  • Lula: 42%

 

Do G1/Brasil

Lula: ‘espero que Moro anuncie minha inocência’

Ex Presidente Lula. 

Durante entrevista à rádio Tupi, do Rio de Janeiro, nesta terça-feira (20), o ex-presidente Lula comentou sobre a possível sentença do processo em que é acusado de ter recebido propina por conta de três contratos entre a empreiteira OAS e a Petrobras, que inclui o tríplex no Guarujá. A partir de quarta-feira (21) o juiz federal Sergio Moro deve proferir a sentença condenando ou absolvendo Lula.

“Já provei a minha inocência, quero que eles agora provem a minha culpa”, declarou Lula sobre a expectativa pela decisão do magistrado.

“Não acredito, porque espero que para ser preso no Brasil e em qualquer país do mundo a pessoa deva ter cometido crime, delito, alguma coisa errada. No meu caso, eu até pedi outro dia que os procuradores da Lava Jato que cuidam das denúncias contra mim sejam exonerados, porque inventaram uma grande mentira, junto dos meios de comunicação, sobretudo a Globo, e agora se enrolaram na mentira. É uma piada e não uma acusação. Estamos dando entrada hoje com a nossa defesa. Espero que o juiz Moro leia hoje os autos do processo. Eu já provei minha inocência, quero que eles provem minha culpa”, disse Lula.

É nesta quarta-feira (10), que Lula ficará frente a frente com o juiz Sergio Moro

A audiência desta quarta-feira (10),  colocará pela primeira vez frente a frente o juiz Sergio Moro e o ex-presidente Lula. No ringue da 13ª Vara de Justiça de Curitiba, um dos dois projetos poderá ser nocauteado: o futuro da Lava Jato e a estratégia do petista de politizar um processo jurídico a fim de pavimentar uma nova candidatura ao Planalto.

Lula terá que explicar se a aquisição do triplex no Guarujá foi um presente da OAS em troca das benesses que a empresa obteve no governo petista.

Moro divulga vídeo sobre depoimento de Lula.

Prestes a ouvir o depoimento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o juiz Sergio Moro tomou uma atitude incomum para ele: postou nas redes sociais um vídeo pedindo para que as pessoas que apoiam a Operação Lava Jato não compareçam na Justiça Federal no dia do interrogatório. Lula estará no local na próxima quarta-feira (10), às 14 horas. Assista ao vídeo:

De acordo com Moro, “tudo que se quer evitar nessa data é alguma espécie de confusão e conflito” e que alguém “se machuque”.

Desde a confirmação da vinda de Lula para Curitiba, para dar esclarecimentos no processo em que é acusado por corrupção e lavagem de dinheiro por meio da compra e reforma de um tríplex no Guarujá, litoral de São Paulo, a capital paranaense vive um clima de tensão. Como manifestantes favoráveis ao petista prometeram fazer protestos na cidade durante o depoimento, a Polícia Militar montou um forte esquema de segurança para garantir que tudo ocorra dentro do previsto pela lei.

 

 

Intelectuais lançam manifesto e pedem que Lula lance sua candidatura imediatamente

Um documento assinado por artistas e intelectuais pede que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva considere a possibilidade de lançar, desde já, sua candidatura à Presidência da República

CARTA DAS(OS) BRASILEIRAS(OS)

Por que Lula?

É o compromisso com o Estado Democrático de Direito, com a defesa da soberania brasileira e de todos os direitos já conquistados pelo povo desse País, que nos faz, através desse documento, solicitar ao ex-Presidente Luiz Inácio LULA da Silva que considere a possibilidade de, desde já, lançar a sua candidatura à Presidência da República no próximo ano, como forma de garantir ao povo brasileiro a dignidade, o orgulho e a autonomia que perderam.

Foi um trabalhador, filho da pobreza nordestina, que assumiu, alguns anos atrás, a Presidência da República e deu significado substantivo e autêntico à democracia brasileira. Descobrimos, então, que não há democracia na fome, na ausência de participação política efetiva, sem educação e saúde de qualidade, sem habitação digna, enfim, sem inclusão social. Aprendemos que não é democrática a sociedade que separa seus cidadãos em diferentes categorias.

Por que Lula? Porque ainda é preciso incluir muita gente e reincluir aqueles que foram banidos outra vez; porque é fundamental para o futuro do Brasil assegurar a soberania sobre o pré-sal, suas terras, sua água, suas riquezas; porque o País deve voltar a ter um papel ativo no cenário internacional; porque é importante distribuir com todos os brasileiros aquilo que os brasileiros produzem. O Brasil precisa de Lula!

1. Leonardo Boff – Teólogo e Escritor

2. Fernando de Morais – Jornalista e Escritor

3. Eric Nepomuceno – Escritor

4. Leonardo Isaac Yarochewsky – Advogado e Doutor pela UFMG

5. Gisele Cittadino – Professora do Programa de Pós-Graduação em Direito da PUC-Rio

6. Eugenio Aragão – ex-Ministro da Justiça, Professor da Faculdade de Direito da UnB e Advogado

7. João Ricardo Wanderley Dornelles – Professor do Programa de Pós-Graduação em Direito da PUC-Rio; ex-Membro da Comissão Estadual da Verdade do Rio de Janeiro

8. Carol Proner – Professora da Faculdade Nacional de Direito – UFRJ

9. Chico Buarque – Músico

10. João Pedro Stédile – Ativista Social, do MST e da Via Campesina

11. Fábio Konder Comparato – Escritor, Advogado, Jurista, Professor Emérito da USP

12. Beatriz Vargas Ramos – Professora da Faculdade de Direito da UnB

13. Luiz Fernando Lobo – Artista

14. Marcelo Neves – Professor de Direito Constitucional da UnB

15. Francisco Celso Calmon Ferreira da Silva – Advogado, Administrador e analista de TI

16. Regina Zappa – Escritora e Jornalista

17. Emir Sader – Cientista Político

18. Marieta Severo – Atriz

19. Aderbal Freire Filho – Diretor de Teatro, TV

20. Beth Carvalho – Cantora

21. Martinho da Vila – Compositor e Cantor

22. Bete Mendes – Atriz

23. Sergio Mamberti – Ator

24. Amir Haddad – Diretor de Teatro

25. Tássia Camargo – Atriz

26. Bemvindo Sequeira – Ator, Rio de Janeiro

27. Doia Sequeira – Produtora Cultural, Rio de Janeiro

28. Dira Paes – Atriz

29. Osmar Prado – Ator

30. Márcia Miranda Boff – Educadora Popular; Consultora do CDDH de Petrópolis

31. Chico Diaz – Ator

32. Silvia Buarque – Atriz

33. Inez Viana – Atriz e Diretora de Teatro

34. Tuca Moraes – Atriz e Produtora Cultural

35. Sergio Ricardo – Compositor

36. Tomaz Miranda – Músico, Rio de Janeiro

37. Cristina Pereira – Atriz

38. Denise Assis – Jornalista

39. Ennio Candotti – Fisico, ex-Presidente da SBPC

40. Otávio Velho – Antropólogo, Presidente de Honra da SBPC

41. Ricardo Franco Pinto – Advogado junto ao Tribunal Penal Internacional; Doutor em Sociologia

42. Mirna Portella – Escritora, Rio de Janeiro

43. Graça Lago – Jornalista

44. André Diniz – Compositor e Sambista da Vila Isabel

45. Roberto A. R. de Aguiar – Professor e ex-Reitor da UnB

46. Ladislau Dowbor – Professor, PUC-SP

47. Marta Skinner – Economista; professora aposentada da FCE/UERJ

48. Flávio Alves Martins – Diretor da Faculdade Nacional de Direito/UFRJ

49. Paulo Moreira Leite – Jornalista e Escritor.

50. Malu Valle – Atriz

51. Luciana Paolozzi – Diretora de TV

52. Eliane Costa – Produtora Cultural

53. Veríssimo Júnior – Diretor de Teatro

54. José Carlos Moreira da Silva Filho – Professor da Escola de Direito da PUCRS / Ex-Vice-Presidente da Comissão de Anistia

55. Magda Biavaschi – Desembargadora aposentada do TRT 4, pesquisadora CESIT/IE/UNICAMP

56. Caique Botkay – Compositor e Gestor Cultural

57. Ivan Sugahara – Diretor de Teatro

58. Ivan Consenza de Souza – Programador Visual

59. Monica Biel – Atriz

60. Moacir Chaves – Diretor de Teatro

61. Marta Moreira Lima – Atriz e Cantora

62. Patrícia Melo – Produtora Cultural

63. Gabriela Carneiro da Cunha – Atriz

64. Ângela Rebello – Atriz

65. Jitman Vibranovski – Ator

66. Carlos Alberto Mattos – Crítico de Cinema

67. Eryk Rocha – Cineasta

68. Flora Sussekind – Ensaísta

69. Marcus Caffé – Cantor e Compositor

70. Vinicius Reis- Cineasta

71. Janaína Diniz – Atriz

72. Ricardo Resende – Professor Universitário e Padre

73. Rioco Kayano – Artista plástico

74. Otávio Bezerra – Cineasta

75. Wilson Ramos Filho – Doutor, Professor da UFPR, Presidente do Instituto Defesa da Classe Trabalhadora – DECLATRA

76. João das Neves – Diretor teatral.

77. Jair Antonio Alves – Artista de Teatro, fundador da Cooperativa Paulista de Teatro e Dramaturgo.

78. Maria Luiza Franco Busse – Jornalista e Doutora em Semiologia

79. Giovana Hallack Dacordo (Jô Hallack) – Escritora e Jornalista

80. Antonina Jorge Lemos (Nina Lemos) – Escritora e Jornalista

81. Juliana Neuenschwander Magalhães – professora da Faculdade Nacional de Direito da UFRJ

82. Cristina Chacel – Jornalista

83. Sonia Montenegro – Analista de Sistema, RJ

84. Ricardo Kruschewsky – Publicitário, Bahia

85. Ariadne Jacques – Jornalista; Professora universitária da FACHA/Rio

86. Maria Luiza Quaresma Tonelli – Professora e Advogada

87. Jefferson Martins de Oliveira, advogado sindical.

88. Manoel Moraes – Cientista político e Professor universitário, Pernambuco

89. Anivaldo Padilha – Ativista Social

90. Cláudio Gravina – Sociólogo e Empresário.

91. Lívia Sampaio – Economista – UFBA

92. Gustavo Ferreira Santos, Professor da UNICAP e da UFPE

93. Stella Bruna Santo – Advogada

94. Petra Oliveira Duarte – Professora UFPE.

95. Daniel Torres de Cerqueira, Brasília

96. Márcio Tenenbaum – Advogado

97. Jean-François Deluchey – Professor da UFPA

98. Bárbara Dias, Professora da UFPA

99. Marcos Rocha – Doutor em Políticas Públicas e Formação Humana; Professor de Direitos Humanos

100. Marcio Augusto Paixão – Advogado

101. Bárbara Proner Ramos – Estudante Secundarista, membro da AMES

102. Francisco Proner Ramos – Fotógrafo, Estudante Secundarista

103. Lina Moschkovich – Estudante Secundarista, militante na AMES

104. Lucas Fernandes Mattos Machado – Movimento Estudantil da União da Juventude Socialista

105. Raisa Carvalho Nobre Saraiva – Designer, ex-aluna do Senac-Rio de Janeiro

106. Gabriel Olinto – Estudante de História na UFRJ

107. Maria Eduarda Magalhães Feijó de Moura – Ocupante do Colégio Pedro II / Campus Tijuca II, Rio de Janeiro

108. Vanda Davi Fernandes de Oliveira – Advogada e Professora Universitária.

109. Tarso Cabral Violin – Advogado, escritor e professor de Direito Administrativo

110. Gisele Ricobom – Professora de Direito da UNILA

111. Alexandre Hermes Dias de Andrade Santos, Advogado, Salvador, Bahia

112. Ricardo Henrique Salles – Professor da Escola de História da UniRio.

113. Nasser Ahmad Allan – Doutor em Direito pela UFPR; Advogado em Curitiba, PR

114. Nuredin Ahmad Allan – Advogado trabalhista, Curitiba, PR

115. Maria Luiza Flores da Cunha Bierrenbach – Advogada

116. D. Demétrio Valentini – Bispo Emérito de Jales, São Paulo

117. Maria Andrade – Pedagoga e educadora infantil.

118. Juliana Teixeira Esteves – Professora FDR/UFPE.

119. Otavio Alexandre Freire da Silva – Advogado, Salvador, Bahia

120. Martha Vianna, Ceramista

121. Marília Montenegro – UNICAP /UFPE

122. Tiago Resende Botelho – Professor da Faculdade de Direito e Relações Internacionais da UFGD & Advogado 14.236 OAB/MS

123. Gustavo de Faria Moreira Teixeira – advogado e Professor de Direito Constitucional e de Direito Internacional – Universidade de Cuiabá

124. Raimundo Bonfim – Advogado e Coordenador Geral da Central de Movimentos Populares e integrante da Coordenação Nacional da Frente Brasil Popular.

125. Victoria Amália Sulocki – Advogada e Professora da PUC-Rio

126. Marília Kairuz Baracat – Advogada; Mestre em Direito

127. Marília Alves – Mestranda do PPGD/UFRJ, na linha de Sociedade, Direitos Humanos e Arte.

128. Cleide Martins Silva – Pedagoga, Servidora pública aposentada

129. Meire Cavalcante – Jornalista e Mestra e doutoranda em educação

130. Eduardo Guimarães – Editor do Blog da Cidadania

131. Fábio Carvalho Leite – Professor do programa de pós graduação em Direito da PUC –Rio

132. Aparecido Araujo Lima – Jornalista, Centro de Mídia Alternativa Barão de Itararé

133. Mariah Brochado – Professora da Faculdade de Direito da UFMG

134. Ana Kfouri – Atriz e Diretora de Teatro

135. Maíra Santafé – Poeta e Cantora

136. Bruno Falci – Historiador

137. Ernani Moraes – Ator

138. Henrique Juliano – Ator

139. Danielle Martins de Farias – Atriz

140. André Câmara – Diretor de TV

141. Lúcio Tavares – Assistente de Direção

142. Cesar Cavalcanti – Produtor de Cinema

143. Isabel Cecilia de Oliveira Bezerra – Advogada da União, Mestre em Direito, Professora.

144. Sandra Helena de Souza – Professora Universitária

145. Amanda Ramires Guedes – Historiadora em MS e mestre em Desenvolvimento Local UCDB

146. Cynara Monteiro Mariano – Professora adjunta da Universidade Federal do Ceará

147. Francisco de Albuquerque Nogueira Júnior – Advogado

148. Mércia Cardoso de Souza – Doutora em Direito, Professora e pesquisadora.

149. Rômulo de Andrade Moreira – Professor de Direito Processual Penal da Faculdade de Direito da Universidade Salvador – UNIFACS

150. Bruno Rodrigues – Ator

151. Tereza Briggs Novaes – Ativista Cultural

152. Gilberto Miranda – Ator

153. Bruno Peixoto – Ator

154. João Rafael Alves – Ator

155. Geovane Barone – Ator

156. Nady Oliveira – Atriz

157. Luiza Moraes – Atriz

158. Amora Pera – Atriz e Cantora

159. Pedro Rocha – Poeta e Ator

160. Flávio Helder – Produtor Cultural e Captador

161. Flávia Moura Caldas – Comerciária

162. Luiz Bandeira de Mello Laterza – Engenheiro e Empresário

163. Ipojucan Demétrius Vecchi – Advogado; Professor UPF, RS

164. Angela Leite Lopes – Tradutora e Professora da UFRJ

165. Maria Cristina Vidotte Blanco Tarrega – Professora da Universidade Federal de Goiás

166. Adriana Vidotte – Professora Universidade Federal de Goiás

167. Sergio Graziano – Advogado e Professor da Universidade de Caxias do Sul, RS.

168. Valdez Adriani Farias – Procurador Federal.

169. Josué Raizer – Professor da Faculdade de Ciências Biológicas e Ambientais, UFGD

170. Cecília Caballero Lois – Professora da Faculdade Nacional de Direito

171. Gustavo Fontana Pedrollo – Procurador Federal, Diretor Presidente da Associação Advogadas e Advogados para a Democracia.

172. Anelise do Socorro de Almeida Pantoja – Administradora

173. Luiz Leopoldo Teixeira de Sousa – Artesão.

174. Billy Anderson Pinheiro – Doutor Engenharia Elétrica

175. Gustavo Just – Professor da Faculdade de Direito da UFPE

176. Zora Motta – Arquiteta

177. Maria Luiza Alencar Mayer Feitosa – Professora titular da UFPB

178. Clívia Maria Almeida Leal – Gestora em Recursos Humanos/Artesã.

179. Fabiane Lopes de Oliveira – Pedagoga; Professora de educação da PUCPR

180. Angelo Cavalcante – Economista e Professor da Universidade Estadual de Goiás, Campus Itumbiara.

181. Bruno Soeiro Vieira – Doutor em Direito; Professor da Universidade da Amazônia – Unama

182. Manfredo Araújo de Oliveira – Professor Titular de Filosofia da Universidade Federal do Ceará.

183. Ângela Rodrigues Uchôa – Médica.

184. Inocêncio Uchôa – Juiz aposentado e Advogado.

185. Marcelo Uchôa – Doutor em Direito, Professor Universitário e Advogado.

186. Adolpho Henrique Almeida Loyola – Assessor da Superintendência de Direitos Humanos da Secretaria de Direitos Humanos e Desenvolvimento Social da Bahia

187. Zaneir Gonçalves Teixeira – Mestre e Doutoranda em Direito (UFC), Advogada e Professora Universitária, Ceará

188. Daniela de Saboya Perina – Advogada, Ceará

189. Emanuel Andrade Linhares – Professor Universitário – Mestre em Direito Constitucional pela Universidade Federal do Ceará

190. Ligia Maria Silva Melo de Casimiro – Professora e Consultora Jurídica, Ceará

191. Jânio Pereira da Cunha – Professor universitário de Direito, Ceará

192. Rogério Dultra dos Santos – Professor da Faculdade de Direito da Universidade Federal Fluminense

193. Ana Paula Magalhães – Advogada.

194. Ney Strozake – Advogado . Doutor em Direito; Coordenador-Geral da Frente Brasil de Juristas pela Democracia

195. Maria Goretti Nagime – Advogada

196. Tainá Caldas Novellino – Professora Univesrsitária

197. Eduardo Vianna – Professor da City University of New York.

198. Mario Mieli – Editor do site Imediata.org

199. Ralfo José Barreto Furtado – cartunista, jornalista, advogado (ralfofurtado.blogspot.com)

200. Geyson Gonçalves – Doutor em Direito, Advogado e Professor.

201. Nívea Santos Carneiro – Advogada, Professora e Sindicalista.

202. João Paulo Allain Teixeira – Professor da Universidade Católica de Pernambuco e da Universidade Federal de Pernambuco.

203. Martonio Mont’Alverne Barreto – Prof. Titular da Universidade de Fortaleza

204. Renata Costa-Moura – Psicóloga e Professora universitária

205. Celso Henrique Diniz Valente de Figueiredo – Professor UERJ

206. Fabiano Guilherme Santos – Doutor em Ciência Política, Professor da UERJ.

207. Francisco Morales Cano – Professor

208. Marcelo Cattoni – Professor da Faculdade de Direito da UFMG.

209. Anderson Bezerra Lopes – Advogado

210. Titane – Cantora.

211. Nilsa Ramos – Assistente Social

212. Maiquel Angelo Dezordi Wermuth – Doutor em Direito e Professor de Direito na UNIJUI e UNISINOS

213. Itacir Todero – Conselheiro Substituto e Ouvidor do Tribunal de Contas do Estado do Ceará.

214. Marizete Peretti – Advogada

215. Deodato J. Ramalho Júnior – Advogado, OAB/CE 3.645

216. Celso Mansueto Miranda de Oliveira Vaz – Professor, Engenheiro

217. Claudio Carvalho. Advogado – Professor de Direito da UESB – Bahia.

218. Milton Kanashiro – Engenheiro Florestal

219. Georgia Bello Corrêa – Advogada

220. Maria Náustria de Albuquerque – Historiadora

221. Assunta Maria Fiel Cabral – Assistente Social. Professora; Mestra em Educação Brasileira.

222. Yolanda Nogueira – Produtora cultural/ Bahia

223. Hugo Sérgio Silva / Contador – Ucsal/ BA Jussara Lima – Administradora de empresas / Ufba – BA

224. Marcelo de Santa Cruz Oliveira – OAB/PE, Advogado da Rede dos Advogados Populares RENAP e Militantes dos Direitos Humanos

225. Thaisa Maira Rodrigues Held – Professora do curso de Direito da UFMT, Campus Araguaia.

226. Ricardo Kruschewsky – Publicitário – Salvador/Ba

227. Maria Helena Barata – Doutora em Antropologia Social.

228. Aloma Tereza Pinho de Vasconcelos Chaves – Professora IFPA

229. Tatiana Deane de Abreu Sá – Engenheira agrônoma pesquisadora da EMBRAPA

230. Deolinda de Almeida Pantoja – Dona de casa

231. Juraci Dias Pantoja – Aposentado.

232. José Maria Lopes Oeiras – Educador Popular.

233. Maria Ferreira Gomes – Pedagoga.

234. Sandra Lúcia Barbosa – Servidora aposentada do Judiciário Federal.

235. Itacir Todero – Conselheiro Substituto e Ouvidor do Tribunal de Contas do Estado do Ceará.

236. Marizete Peretti – Advogada

237. Santa Margarete de Oliveira – Assistente Social

238. José Francisco Lopes Xarão – Professor da Universidade Federal de Alfenas.

239. José Nunes Filho – Analista de Sistemas, Rio de Janeiro

240. Ana de Miranda Batista – Sanitarista RJ, Coletivo RJ Memória, Verdade e Justiça

241. Ana Vilarino – Representante Comercial, Viana, ES

242. Fabiana Agra – Jornalista e advogada . Picuí Paraíba

243. Iracema Martins Pompermayer – Servidora Pública do Poder Judiciario Federal, Vitória-ES

244. Antônio Carlos Lima Rios – Economista

245. Faní Quitéria Nascimento Rehem – Professora UEFS

246. Victor Tinoco – Doutorando em Geografia da PUC-Rio.

247. Luiz Tarcisio Ferreira – Mestre em Direito, Professor de Direito da PUC/SP

248. Claudio Carvalho – Advogado. Professor de Direito da UESB – Bahia.

249. Rivadavio Guassú – Advogado, São Paulo

250. Fabiana Marques dos Reis Gonzalez – Advogada, Rio de Janeiro

251. Marilia Guimaraes – Professora.

252. Prudente José Silveira Mello – Doutor, Professor da Faculdade Cesusc e Advogado.

253. Antonio Escosteguy Castro – Advogado,RS

254. Cadmo Bastos Melo Junior – Advogado e militante dos Direitos Humanos e Movimentos Sociais, de Belém, Pará.

255. Carolina Valença Ferraz – Advogada militante dos Direitos Humanos, professora, Co-Coordenadora do Grupo Frida, Recife/PE

256. Silvia Marina R. M. Mourão – Advogada/ PA

257. Marcelo dos Anjos Mascarenhas – Procurador do Município de Teresina

258. Lucas Mendonça Rios, Advogado – membro da CDH OAB/SE

259. Denise Filippetto – Advogada trabalhista e Coordenadora do eixo Direto do Trabalho do Instituto Democracia Popular

260. Lúcia Helena Villar – Advogada

261. Tâmara Lúcia da Silva – Advogada trabalhista, Caruaru/PE

262. Julia Moreira Schwantes Zavarize – Advogada trabalhista/SC

263. Jader Kahwage David – Vice Presidente da OAB/PA

264. Virgínia Augusto de Oliveira – Advogada/DF

265. Alexandre Zamprogno – Advogado OAB/ES 7.364

266. André Barreto – Advogado e membro da RENAP, Recife/PE

267. Lucas Mendonça Rios – Advogado, membro da CDH OAB/SE

268. Vera Lúcia Santana Araújo – OAB-DF 5204

269. Cândido Antônio de Souza Filho – Advogado trabalhista e sindical; Diretor do Sindicato dos Advogados de Minas Gerais.

270. Julio Francisco Caetano Ramos – Advogado e Professor

271. José Ernani de Almeida – Professor de História

272. Carmen Lúcia Diniz dos Santos – Oficial de Justiça Federal – Rio de Janeiro – RJ

273. Sonia Montenegro – Analista de Sistemas, Rio de Janeiro, RJ

274. Danilo Conforti Tarpani – Servidor Público Federal- Justiça do Trabalho

275. Nacibe Huarde Ribeiro Cade – Advogada e jornalista.

276. Osvaldo Bertolino – Jornalista, escritor e historiador.

277. Paulo César Carbonari – Professor de filosofia (IFIBE), militante de Direitos Humanos (CDHPF/MNDH), Passo Fundo, RS

278. Deborah da Silva Machado – Advogada e Professora de Direito, Passo Fundo, RS

279. Valdeni de Jesus Gonçalves – Funcionário Público; Machadinho, RS

280. Vander Antônio Costa – Poeta, ES.

281. Sônia Maria Alves da Costa – Advogada e Doutoranda em Direito na UnB

282. William Santos – Advogado; Vice-Presidente SINAD-MG; Presidente CDH da OAB-MG

283. Silvia Burmeister – Advogada; ex-Presidente da ABRAT

284. Jane Salvador Gisi – Advogada do DECLATRA, Curitiba, PR.

285. Mauro José Auache – Advogado do DECLATA, Curitiba, PR.

286. Mirian Gonçalves – ex-Prefeita de Curitiba e Advogada do DECLATRA, Curitiba, PR.

287. Maria Cristina P. G. Bevilaqua – Professora Secundária.

288. José Luiz Baeta – Acumputurista, Santos, SP.

289. Cláudia Maria Barbosa – Professora de Direito Constitucional PUC/PR.

290. Maria Rosa Vieira – Socióloga

291. Luiz Gonzaga dos Santos Vieira – Odontólogo

292. Tânia Beatriz Cardoso Brandão – Contadora, BA

293. Thelma Gomes – Professora Ensino Fundamental

294. Zulma Jaime – Professora do EAJA, Especialista em Alfabetização

295. Ronaldo M. N. Frazão – Professor aposentado da UFMA

296. Rosane Mioto dos Santos – Assessora de Imprensa da DPPR

297. Albertinho Luiz Galina – Professor da Universidade Federal de Santa Maria, RS

298. Rodrigo Mioto dos Santos – Mestre em Teoria e Filosofia do Direito pela UFSC; Professor da UNIVALI

299. Roberto Wöhlke – Mestre em Sociologia Política pela UFSC; Professor da UNIVALI; Advogado.

300. Ecila Moreira de Meneses – Professora de Direito, Ceará.

301. Denise Filippetto – Advogada trabalhista e Coordenadora do eixo Direito do Trabalho do Instituto Democracia Popular

302. Jefferson Valença de Abreu e Lima Sá – Advogado, Pernambuco

303. Beatriz Conde Miranda – Advogada; Professora Universitária; Doutoranda em Ciências Jurídicas pela Universidade de Lisboa.

304. Miguel F. Gouveia – PHDEE em Engenharia Eletrônica.

305. Nise Maria Freire – Professora aposentada pela Universidade Federal do Ceará.

306. Jane Salvador Gizi – Advogada e Mestre em Direito

307. Regina Cruz – Presidenta da CUT/PR

308. Fernando Pereira Lopez – Gemólogo

309. Ivete Caribe da Rocha – Advogada; Comissão Estadual da Verdade Teresa Urban

310. Cesar Augusto Pontes Ferreira – Professor de História

311. Helbert Marcos Giovani da Silva – Tesoureiro Geral da UPES

312. Guelna dos Santos Pedrozo – Contadora

313. Elisa Smaneoto – Servidora Pública da Procuradoria-Geral do Estado do Rio Grande do Sul

314. Aline Sasahara – Documentarista.

315 – Claudia Roesler – Professora da Faculdade de Direito da Universidade de Brasília – UnB

316. João Bello – Artista Popular, Curitiba, PR

317. Wanda Coelho – Designer Industrial; Pós-graduada Propaganda e Marketing; Técnica em Paisagismo/CREA-PR

318. Denise Maria Maia – Professora de Economia

319. José Jackson Guimarães – Juiz de Direito da Justiça Estadual da Paraíba.

320. Diogo Fornelos Pereira de Lyra – Advogado, Pernambuco

321. Leila Maria Moura Lima – Servidora pública do Estado de Pernambuco.

322. Emerson Lopes Brotto – Advogado, Mestre em História pela UPF, RS.

323. Newton de Menezes Albuquerque – Professor da Faculdade de Direito da Universidade Federal do Ceará (UFC) e do Programa de Pós-Graduação da Universidade de Fortaleza (UNIFOR).

324. Elisângela Alvarenga de Souza – Filósofa, ES.

325. Claudia Pavan Lamarca – Bióloga, Rio de Janeiro.

326. Danubia Costa – Mestra em Direitos Humanos e Cidadania, UnB.

327. Wattea Ferreira Rodrigues – Advogado; OAB-PB 9365

328. Safira Elza Moura Caldas – Aposentada

329. Hamilton Pereira da Silva – Poeta e escritor

330. Ana Corbisier – Socióloga

331. Lêda Casadei Iorio – Professora Aposentada, SP

332. William Mello – Professor, Mestrado Acadêmico em História, Universidade Estadual do Ceará

333. Elias Canuto Brandão – Doutor em Sociologia e professor da Universidade Estadual do Paraná (UNESPAR-Campus de Paranavaí-PR).

334. Luis Vinicius Aragão – advogado

335. Beto Almeida – Jornalista

336. Prof. Dr. José Carlos Aragão Silva – Professor Doutor

337. Cristiane Dias Martins da Costa – Professora Doutora

338. Cunigunde Neumann – Professora apossentada

339. Helena Meidani – Empresária.

340. Pedrinho Arcides Gguareschi – Professor e pesquisador da UFRGS

341. Janete Triches – Jornalista, Mestre em Ciência Política e Professora universitária.

342. Marilza de Melo Foucher – Doutora em economia e Jornalista, França

343 – Edgar Serra – Médico

344. Isabel Peres dos Santos – Engenheira agrônoma

345. Maria Aparecida Dellinghausen Motta – Poeta, Escritora e Coordenadora da Coleção Ciranda de Letras da Editora Autores Associados

346. Lazaro Camilo Recompensa Joseph – Professor UFSM, Dr. Ciências Econômicas

347. Jair Reck – Universidade de Brasília, UnB

348. Jefferson Valença de Abreu e Lima Sá – Advogado, Pernambuco

349. Solon Eduardo Annes Viola – Professor da Unisinos, RS

350. Leomar Menezes Duarte – Economista.

351. Janete Triches – Jornalista, Mestre em Ciência Política e Professora universitária.

352. Maria Helena Andrade Silva – Advogada, OAB SP 23199

353. Clarice Aparecida dos Santos – Doutora em educação, professora da Universidade de Brasília.

354. Luiz Carlos Susin – teólogo e filósofo – PUCRS

355. Stephan Sperling – Médico de Família e Comunidade, Tutor do Programa de Residência Médica e Preceptor de Graduação da Faculdade de Medicina da USP.

356. Maria do Rosário Caetano – Jornalista

357. Carlos Alberto Mattos – Jornalista, Crítico e Pesquisador

358. Maria Luiza Martins Alessio – Professora aposentada, UFPE

359. Ricardo Swain Alessio – Professor aposentado, UFPE

360. Luiz Alberto Gomez de Souza – Sociólogo

361. Lucia Ribeiro – Socióloga.

362. Suzana Albornoz – Escritora e Professora.

363. Rosemary Fernandes da Costa – Teóloga, PUC-Rio

364. Wanja Carvalho – Procuradora Federal aposentada

365. Claudio de Oliveira Ribeiro – Pastor Evangélico

366. Maria Filomena Mecabo – Religiosa, Socióloga, Roma

367. Dermeval Saviani – Professor Emérito da UNICAMP e Pesquisador Emérito do CNPq

368. Jorge Rubem Folena de Oliveira – Advogado, Doutor em Ciência Política, Professor de Ciência Política da UCAM, membro do Instituto dos Advogados Brasileiros, membro da Casa da América Latina

369. Adriana Geisler – Professora da PUC-Rio

370. André Oda – Professor de Ciências Sociais da Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará (Unifesspa)

371. Sirlei Daffre – Professora ICB-USP.

372. Decio Ferroni – Professor

373. José Oscar Beozz – Historiador, Teólogo, Professor, São Paulo.

374. Beatriz Costa – Agente de Educação Popular

375. Rogério Crisosto de Souza – Professor de História da Rede de Ensino do Estado São Paulo

376. Cristiane Carolino Crisosto – Arquiteta e Urbanista

377. Herlon Bezerra – Professor do Instituto Federal do Sertão Pernambucano, Diretor do Sinasefe – IF Sertão PE.

378. Pedro Dimitrov – Médico Sanitarista, Doutor em Saúde Pública pela Universidade de São Paulo.

379. Maria Fernanda Milicich Seibel – Advogada e Centro de Estudos, Pesquisa e Direitos Humanos

380. Arlete Moysés Rodrigues – Geografa, Professor Livre Docente

381. Rodrigo José – Estudante Bolsista do Prouni.

382. Maurício Compiani – Professor Titular UNICAMP-SP

383. António Munarim – Professor de Educação do Campo, da UFSC

384. Telma Araújo – Professora Aposentada

385. Maria Helena Arrochellas – Teóloga, Diretora do Centro Alceu Amoroso Lima para a Liberdade/Caall

386. Hugo Lenzi – Fotógrafo e Sociólogo

387. Marilene Felinto – Escritora e tradutora, São Paulo, SP

388. Custódio Coimbra – Fotógrafo

389. Marisa T. Mamede Frischenbruder – Geógrafa consultora em Meio Ambiente

390. Hermógenes Saviani Filho – Professor do Departamento de Economia e Relações Internacionais (DERI) da Universidade Federal do Rio Grande do Sul

391. Rodrigo Matheus – Artista Circense e Teatral, Circo Mínimo, SP.

392. Maria Lecticia Ligneul Cotrim – Aposentada

393. Xico Teixeira – Jornalista e Radialista

394. Rachel Moreno – Psícóloga, militante feminista e pela democratização da mídia

395. Julian Rodrigues – Jornalista e professor, da Coordenação Nacional do Movimento Nacional de Direitos Humanos

396. Silvana Maria Gritti Professora da Universidade Federal do Pampa, Campus Jaguarão, RS

397. Antonia Neide Costa Santana – Professora do Curso de Geografia da Universidade Estadual Vale do Acaraú – Sobral, CE.

398. Cecília Sodero Pousa – Educadora Popular

399. Carmen da Poian – Psicanalista, Rio de Janeiro

400. José Manoel Carvalho de Mello – Professor Universitário – Rio de Janeiro

401. Itacir Antonio Gasparin – Professor

402. Carlos Eduardo Arns – Professor Universitário

403. Lindinalva Marques da Silva – Advogada, Vitória, ES

404. Stella Maris Jimenez Gordillo – Médica psicanalista, membro do Conselho da Associação Mundial de Psicanálise

405. Idalina Barion – Religiosa da Congregação das Irmãs Carmelitas da Caridade de Vedruna, Professora aposentada, Bocaiúva, MG

406. Ir. Dalila dos Santos – Pedagoga,Terapeuta Popular, Religiosa Vedruna

407. Ir. Eloar da Silva – Missionária Vedruna na Bolívia, Nutricionista

408. Maria do Carmo de Almeida – Bibliotecária, Salvador, Bahia

409. Cristiane Carolino Crisosto – Arquiteta e Urbanista

410. Léo Mackellene – Escritor, Músico e Professor de Direito

411. Simone Passos – Socióloga e Formadora de Professores

412. Sergio Isoldi – Servidor Público aposentado da FUNDAP

413. Roberto Bueno – Professor; Pós-Doutor; Faculdade de Direito da Unb (CT)

414. Fernanda Vanzan Milani – Estudante de Direito da PUC-Rio

415. Heny Vanzan de Almeida – Servidora Pública

416. Maria Luiza Alencar Mayer Feitosa – Professora Titular, Direito, UFPB

417. Moacyr Parra Motta – Advogado; Mestre em Direito Constitucional, MG

418. Natan de Oliveira Mattos – Procurador Federal, lotado na Procuradoria Federal Especializada da FUNAI, Governador Valadares, MG

419. Vera Vital Brasil – Psicóloga Clínica

420. Giuseppe Tosi – Professor de Filosofia Política da UFPB

421. Vanessa Andrade de Barros – Professora de Psicologia, UFMG

422. João Batista Moreira Pinto – Professor de Direito, Escola Superior Dom Hélder Câmara

423. Marcia Barros Ferreira Rodrigues – Socióloga e Historiadora, Professora Titular da UFES

424. Erivan da Silva Raposo – Antropólogo e Cientista Político, Brasilia, DF”

 

Do Jornal do Brasil

[ URGENTE ], MPF denuncia Lula, Marisa e mais seis na Operação Lava Jato.

lula-e-marisaLula e Marisa Letícia. 

O Ministério Público Federal (MPF) denunciou nesta quarta-feira (14) o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, a mulher dele Marisa Letícia e mais seis pessoas no âmbito da Operação Lava Jato. O motivo da denúncia ainda não foi informado. Os procuradores informarão os detalhes em uma entrevista à imprensa nesta tarde.

Veja quem foi denunciado
Lula – ex-presidente
Marisa Letícia – mulher de Lula
Léo Pinheiro – ex-presidente da OAS
Paulo Gordilho – arquiteto e ex-executivo da OAS
Paulo Okamotto – presidente do Instituto Lula
Agenor Franklin Magalhães Medeiros – ex-executivo da OAS
Fábio Hori Yonamine – ex-presidente da OAS Investimentos
Roberto Moreira Ferreira – ligado à OAS

Indiciamento

Em agosto deste ano, a Polícia Federal (PF) indiciou Lula, Marisa Letícia, o ex-presidente da OAS, Léo Pinheiro, o arquiteto Paulo Gordilho e o presidente do Instituto Lula Paulo Okamotto por crimes como corrupção ativa, passiva e lavagem de dinheiro.

Os cinco foram investigados por supostas irregularidades na aquisição e na reforma de um apartamento tríplex do Edifício Solaris, no Guarujá, no litoral de São Paulo, e no depósito de bens do ex-presidente.

De acordo com o indiciamento, a OAS pagou por cinco anos (entre 2011 e 2016) R$ 21,5 mil mensais para que bens do ex-presidente ficassem guardados em depósito da empresa Granero.

Os pagamentos totalizam, conforme citado pelo delegado, R$ 1,3 milhão. De acordo com a Polícia Federal, o montante corresponde a vantagens indevidas pagas pela Construtora OAS em benefício de Lula.

Na ocasião, o advogado do ex-presidente e da ex-primeira-dama, Cristiano Zanin Martins, afirmou que as conclusões do relatório da Polícia Federal  “tem caráter e conotação políticos e é, de fato, peça de ficção”.

logomarca-g1

[ FALA SÉRIO ]. TRE/SP aprova a criação do Partido Nacional ‘Corinthiano’ (PNC).

partido nacional corintiano

Na seção desta terça-feira, 17, o Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP) aprovou o registro do órgão estadual do Partido Nacional Corinthiano (PNC). Também foram aprovados os registros dos órgãos municipais de São Paulo (capital) e Ubatuba. O registro do órgão em São Paulo é uma das etapas que o partido deve cumprir para obter o registro em âmbito nacional.

As informações foram divulgadas no site do TRE de São Paulo.

Conforme o julgamento, o partido cumpriu os requisitos exigidos na legislação eleitoral em relação à documentação necessária. Entre outras exigências, o PNC comprovou, até o momento, o apoiamento de 24.710 eleitores no Estado.

No caso, o apoiamento mínimo seria de 21.262 eleitores, ou seja, 0,1% dos votos válidos para a Câmara dos Deputados no último pleito.

O apoio dos eleitores é comprovado mediante listas ou formulários organizados pela legenda em fase de criação, com assinatura e dados de cada eleitor, e apresentados às zonas eleitorais para certificação.

Criação de partido de acordo com a Resolução Tribunal Superior Eleitoral 23.465/2015, para a criação de um partido político é necessário o cumprimento de diversas etapas, que vão da elaboração do estatuto ao pedido do seu registro na Corte eleitoral.

Os fundadores da nova agremiação, que não podem ser menos do que 101 eleitores no exercício de seus direitos políticos, com domicílio eleitoral em, pelo menos, nove Estados, devem elaborar o programa e o estatuto partidários.

A partir disso, o partido precisa obter, no período de dois anos, o apoio de eleitores equivalente a, no mínimo, 0,5% dos votos válidos na última eleição para a Câmara dos Deputados, distribuídos por um terço ou mais dos Estados e equivaler a, no mínimo, 0,1% do eleitorado que votou em cada um desses locais.

O partido político, então, solicita o registro da legenda nos Tribunais Regionais Eleitorais (TREs) e, por fim, entra com o pedido de registro do estatuto e do respectivo órgão de direção nacional no TSE.

logomarca estadão 2

 

Lula afirma que o ‘golpe’ contra a presidente Dilma está envergonhando o Brasil.

lula em discursoEx-presidente Lula. 

Em sua primeira manifestação pública depois da aprovação do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff pela Câmara dos Deputados, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse nesta segunda-feira que a Casa é comandada por uma “quadrilha legislativa que implantou a agenda do caos no Brasil”. O petista ainda reconheceu falhas do governo.

Com voz rouca, Lula preparou um discurso, que foi lido pelo diretor de seu instituto e ex-ministro Luiz Dulci durante seminário realizado, em São Paulo, pela Aliança Progressista, rede de partidos de vários países.

– A oposição derrotada por quatro vezes optou por uma atitude golpista, para voltar ao poder (…) voltar com a agenda neoliberal – disse Lula no discurso lido por Dulci. Lula completou: Uma quadrilha legislativa implantou a agenda do caos.

O ex-presidente falou ainda que “a população do Brasil sofre com falhas do governo, que precisam ser corrigidas”.

Apesar do mea culpa, o ex-presidente acusou a oposição de trabalhar para “aprofundar o caos” por não aceitar o resultado da eleição de 2014:

– Uma verdadeira quadrilha legislativa implantou a agenda do caos (Lula).

Lula disse que o que acontece atualmente “envergonha o Brasil aos olhos do mundo” e a defesa de Dilma foi ignorada, não passando de “mera formalidade”. O ex-presidente afirmou ainda que “a solução dessa crise passa pela manutenção do processo democrático”.

O petista atacou o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), que, segundo ele, deflagrou o impeachment porque o PT não aceitou ajudá-lo no conselho de ética da Casa.

– Foi um gesto claro de vingança.

Enquanto Dulci lia o discurso de Lula, manifestantes pró e contra o impeachment protestaram em frente ao hotel onde acontecia o seminário. Os manifestantes favoráveis ao governo estenderam uma faixa no chão com a frase “Não vai ter golpe”.

Do outro lado, as pessoas portavam cartazes de apoio ao juiz Sérgio Moro, responsável pela Lava-Jato. Motoristas que passam na frente do hotel, localizado na Bela Vista, buzinavam para os manifestantes. A Polícia Militar os separou em dois grupos.

logomarca MSN

PT discute lançar campanha por novas eleições se Dilma for afastada, diz jornal.

  Lula e Dilma.

O PT está discutindo lançar uma campanha para pedir novas eleições caso o impeachment contra a presidente Dilma Rousseff seja aprovado no domingo (17), e ela seja posteriormente afastada pelo Senado. As informações são da colunista Mônica Bergamo, da Folha de S. Paulo.

A idéia dos governistas é afirmar que o mandato do vice-presidente Michel Temer seria ilegítimo, enquanto o movimento das “Eleições Já” é melhor solução para a crise política.

Caso o processo seja aceito pela Câmara e aprovado no Senado, Temer assumirá a presidência interinamente até Dilma ser julgada.

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva tem demonstrado preocupação com o tom da reação do partido. Ele estima que “o Brasil está cansado”.

Possíveis ministérios.

Governistas discutem ainda sobre quem poderia assumir o Ministério da Justiça em um eventual governo Temer. Entre os nomes estão o do jurista que assinou o pedido de impeachment de Dilma, Miguel Reale Jr., o secretário de segurança de São Paulo, Alexandre de Moraes, o advogado aliado de Temer, Antônio Cláudio Mariz de Oliveira, o ex-ministro do Supremo Tribunal Federal Carlos Ayres Britto, além do ex-ministro da Justiça e do STF Nelson Jobim.

Pai de santo contratado pelo PT teme suicídio de Dilma que pode cair antes de 5 de Abril.

pai de santo do PTDILMA NÃO VAI CHEGAR ATÉ O DIA 5 OU 4 DE ABRIL NO PODER.

logomarca diario do poder

Ouça os áudios liberados pela justiça envolvendo o ex-presidente Lula em escândalo.

O juiz Sérgio Moro, que coordena a Operação Lava Jato, quebrou o sigilo das investigações e, com isso, ficaram públicas conversas telefônicas contidas no processo. Em uma delas, a presidente Dilma Rousseff e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva conversam e dão entender que o governo federal teria agido para tentar impedir uma eventual prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Essa gravação foi interceptada pela Polícia Federal às 13h42 desta quarta-feira (16). Os conversam por telefone a respeito do termo de posse do ex-presidente como ministro-chefe da Casa Civil, que dá foro privilegiado ao petista.

Em outra, no dia 4 de março, Lula cita a ministra do STF (Supremo Tribunal Federal) Rosa Weber em conversa com o ministro-chefe da Casa Civil Jaques Wagner.

O diálogo com Wagner ocorreu no mesmo dia em que Lula foi conduzido coercitivamente a depor pela Polícia Federal. Lula e sua defesa estariam pedindo que o STF decidisse tirar da Justiça Federal a prerrogativa de investigá-lo.

Em outras conversas, citadas pela “Folha de S.Paulo”, Lula disse que o subprocurador Eugênio Aragão, nomeado ministro da Justiça, “seja homem” e “tenha pulso”, o que a força-tarefa da Lava Jato interpreta como insinuações de que o governo deveria colocar limites na operação.

OUÇA ALGUNS ÁUDIOS LIBERADOS PELA JUSTIÇA. 

Áudio 1.

Áudio 2.

Áudio 3.

Áudio 4.

Áudio 5.

Áudio 6.

Áudio 7.

Áudio 8.

 

LOGOMARCA DOL

Lula será uma espécie de ‘PRIMEIRO MINISTRO’ no governo de Dilma.

A ida do ex-presidente Lula para a Casa Civil muda completamente o governo, inclusive a presidência. Cria-se uma anomalia em que um ministro é maior, mais influente na base parlamentar, mais poderoso do que o próprio chefe do governo.

É como se o Brasil tivesse mudado de forma de governo para ter um primeiro-ministro e um presidente com funções mais de representação. Não chega a ser parlamentarismo, porque o novo chefe da Casa Civil não é parlamentar.

Em relação às ideias que ele pretende implantar, o primeiro efeito pode ser a saída do presidente do Banco Central, Alexandre Tombini, que discorda frontalmente da utilização das reservas cambiais para estimular a economia, e outras ideias que Lula e o PT têm defendido e que representam interferência no BC.

mirian leitão

Por: Míriam Leitão.