/PT pede a prisão de Moro por abuso de autoridade

PT pede a prisão de Moro por abuso de autoridade

O Partido dos Trabalhadores (PT) acionou o Supremo Tribunal Federal (STF) e a Procuradoria-Geral da República (PGR) contra o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, por abuso de autoridade.

Assinado pela presidente do PT, Gleisi Hoffmann, e pelos deputados Paulo Pimenta (RS) e Humberto Costa (PE), exige o pagamento de multa pelo ministro, além da prisão entre dez dias e seis meses, perda do cargo e afastamento de funções públicas por até três anos.

Em mensagem publicada no Twitter, Gleisi cita como justificativa o fato de Moro ter ligado “pessoalmente” para autoridades para informar sobre o hackeamento e dizer que elementos de “provas seriam destruídos”.

De acordo com o documento, é “espantoso” o ministro da Justiça ter acesso às investigações e desrespeita as autoridades públicas, enquadrando o ex-juiz na lei de abuso a autoridade.

“Por estar à frente do Ministério da Justiça e não mais na cadeira de juiz, Sergio Moro não possui qualquer ingerência sobre investigações da Polícia Federal, muito menos sobre os inquéritos presididos pelos delegados da PF. Moro agiu em flagrante abuso de autoridade, nos termos da Lei nº 4.898/65″, diz a nota, segundo o site Metrópoles.

Direto do Renova Mídia

Compartilhar