/[ PRIVATIZAÇÃO? ] SEMAP esclarece sobre pesquisa no Parque da Cidade de Santarém

[ PRIVATIZAÇÃO? ] SEMAP esclarece sobre pesquisa no Parque da Cidade de Santarém

 

Sobre a informação de que o Parque da Cidade seria privatizado, a Prefeitura de Santarém, por meio da Secretaria Municipal de Agricultura e Pesca (Semap) vem a público esclarecer que:

Há algumas semanas foi solicitado por uma empresa privada autorização para realizar um levantamento junto aos frequentadores do espaço com o propósito de identificar apontamentos relativos a melhoria do lugar. A pesquisa foi feita de forma independente sem nenhum vínculo com a pasta da Agricultura.

É sabido que o Parque da Cidade é uma área de interesse público e de bastante estima da população. Levantamentos, pesquisas, coleta de dados são dinâmicas realizadas com certa frequência no local, sejam por organismos particulares ou educacionais, sendo estes liberados após análise do governo municipal.

A Prefeitura de Santarém vem trabalhando para aprimorar ainda mais as instalações do Parque da Cidade. O espaço de 22 hectares em mata semiaberta, conta atualmente com uma trilha principal asfaltada com 1,6 km, além de trilhas alternativas (em terra) com 5,6 km e um campo de futebol. Em breve uma trilha de ciclismo com 900m2 será disponibilizada em totalidade para a população. Integram ainda o local: a Escola do Parque, dois viveiros com mais de 5 mil mudas de espécies medicinais, arbóreas, ornamentais e frutíferas, assim como uma maloca, um viveiro de quelônios, um viveiro de jabutis e ainda um galpão com 3.900m2 coberto em lona (Espaço Pérola) utilizado para a realização de eventos diversos.

A Secretaria Municipal de Agricultura e Pesca mantém equipe permanente no local. Esses profissionais atuam na promoção de cursos voltados principalmente para a classe estudantil. As mudas distribuídas durante os eventos da prefeitura nos bairros da cidade são oriundas dos viveiros localizados no parque.

Em parceria com alunos da UFOPA foi realizado recentemente levantamento arbóreo para a identificação das espécies existentes na área do parque, sendo que os resultados serão divulgados em breve e as árvores, identificadas com placas informativas. Por fim, a Prefeitura reitera que nas próximas semanas será instalada uma horta orgânica em espaço próximo aos viveiros.