/Médicos de Santarém estão descumprindo ‘ordem judicial’ que muda alguns atendimentos no SUS

Médicos de Santarém estão descumprindo ‘ordem judicial’ que muda alguns atendimentos no SUS

 

Após uma decisão da Justiça Federal, que suspendeu portaria do Ministério da Saúde que permitia enfermeiros de realizarem consultas e prescreverem exames e medicamentos, profissionais da enfermagem estão proibidos de atuar em funções consideradas como exclusivas dos médicos, prejudicando pacientes em todo Brasil.

A decisão, assinada no dia 27 de setembro pelo juiz Renato Borelli, atende a um pedido do Conselho Federal de Medicina (CFM). A entidade alega que o objetivo é preservar as atribuições privativas dos médicos e garantir que pacientes não sejam colocados em risco.

Por sua vez, o Conselho Federal de Enfermagem (Cofen) critica a atitude e vê nela uma tentativa de reserva de mercado que trará prejuízos para o atendimento à população. Segundo a entidade, nem sempre as equipes de saúde estão completas, principalmente em cidades mais pobres, nas quais enfermeiros são fundamentais.

De acordo com o despacho, está suspensa parcialmente a Portaria 2.488/2011 do Ministério da Saúde, “tão somente na parte que permite ao enfermeiro requisitar exames, evitando, assim, que realizem diagnósticos sem orientação médica”. O magistrado avaliou que a referida portaria foi além do que permite a lei que rege a prática da enfermagem.

O MAIS INCRÍVEL É QUE OS PRÓPRIOS MÉDICOS ACIONARAM A JUSTIÇA, ATRAVÉS DO CONSELHO FEDERAL (CFM).

Porém, agora que viram o tamanho do problema, pois aumentou o serviço deles, resolveram pular fora largando a população a própria sorte.

Em Santarém, os médicos estão se negando em assumir alguns procedimentos que foram proibidos para os enfermeiros. Ou seja, a população está sendo prejudicada.

• Atenção Ministério Público Federal – Tem que fazer cumprir a liminar, punindo os médicos que estão se negando a atender os pacientes em Santarém.

-Já que brigaram para terem mais poder dentro da medicina, então assumam o pepino.