/Lula deverá ser julgado antes da campanha eleitoral de 2018

Lula deverá ser julgado antes da campanha eleitoral de 2018

Com a conclusão do voto do desembargador João Pedro Gebran Neto no recurso apresentado pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ao Tribunal Regional Federal da 4.ª Região, o julgamento na segunda instância deverá ocorrer possivelmente ainda no primeiro semestre de 2018, ou seja, antes da campanha presidencial. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo. 

O processo é sobre o tríplex do Guarujá. Lula já foi condenado pelo juiz Sérgio Moro, que conduz os processos da Lava Jato em primeira instância em Curitiba, a 9 anos e seis meses por corrupção e lavagem de dinheiro.

Caso a condenação seja confirmada pelo TRF-4, Lula pode ficar inelegível com base na Lei da Ficha Limpa. O petista lidera as pesquisas de intenção de voto, seguido pelo deputado Jair Bolsonaro.

Em 2016, o STF autorizou o início da execução da pena após condenação em segunda instância. O entendimento, porém, ainda poderá ser revisado pelo plenário da Corte. 

Gebran, que é o relator da apelação, levou cem dias para concluir o seu parecer – um período menor do que a média dos seus votos na Lava Jato, de 275,9 dias.

O seu parecer foi encaminhado na última sexta-feira para análise do desembargador Leandro Paulsen, revisor do processo. Como presidente da 8.ª Turma do TRF-4, cabe a Paulsen pautar a data do julgamento. Só então o voto de Gebran será conhecido. 

A defesa do ex-presidente informou ao Estadão que vai solicitar que o TRF-4 informe o motivo pelo qual o recurso de Lula “está tramitando nessa velocidade, fora do prazo médio observado em outros casos”. “Vamos pedir ao tribunal informações sobre a ordem cronológica dos recursos em tramitação”, afirmou em nota.