/Governo quer estender atendimento em unidades de saúde até 22 horas

Governo quer estender atendimento em unidades de saúde até 22 horas

O Ministério da Saúde pretende alterar o modelo de organização de equipes de unidades de saúde na tentativa de criar um terceiro turno de atendimento, o qual duraria até 22h.

A mudança consta de proposta para reorganização do programa Estratégia Saúde da Família, que responde pelo serviço nestes locais.

Hoje, a maioria das unidades de saúde funciona entre até 17h, com variações entre municípios. Na avaliação de técnicos do ministério, porém, o horário restrito tem levado à superlotação de UPAs e de prontos-socorros em hospitais com casos menos graves.

Entre as medidas em análise, está um aumento no número máximo de equipes por unidade, que passaria de três para até seis. Já a carga horária dos médicos seria de no mínimo 20h semanais.

A mudança porém, não valeria para todas as unidades, mas sim para aquelas que já atendem um maior número de pessoas.

O objetivo é aumentar o tempo de atendimento. A decisão pelo atendimento noturno caberá a secretários de saúde, que hoje custeiam a maior parte do valor destinado para pagamento dos profissionais.

O ministério, no entanto, estuda aumentar o valor repassado pela União como garantia para a adesão. O impacto é estimado em R$ 500 milhões a até R$ 2 bilhões. Não está claro de onde sairiam esses recursos.

Compartilhar