/FIM DOS PROBLEMAS: Prefeitura de Santarém anuncia rescisão de contrato com a Cosanpa

FIM DOS PROBLEMAS: Prefeitura de Santarém anuncia rescisão de contrato com a Cosanpa

Em entrevista coletiva que aconteceu na manhã desta segunda-feira (20), na sede do Executivo municipal, o prefeito Nélio Aguiar anunciou que deve rescindir o contrato com a Cosanpa.

Problemas como a falta de manutenção da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) Mapiri, desligamento de energia elétrica por falta de pagamento, aumento repentino na tarifa de água são algumas das questões para a rescisão do contrato, segundo o prefeito. “Além disso, a própria presidência da Cosanpa tem colocado que o valor arrecadado da população não tem suprido os gastos da empresa. Então, chegamos à conclusão que não tem porque dar continuidade no serviço pela instituição”, disse Nélio Aguiar.

Todos são sabedores que o problema de falta de água em Santarém já está passando dos limites. Durante a coletiva, Nélio Aguiar informou que já conversou com o governador do Estado e com o presidente da Cosanpa, sobre a decisão de romper o contrato. Segundo informações, pelo menos 4 empresas já demonstraram interesse e participar de uma possível licitação.

O prefeito já se reuniu com a presidência da Cosanpa e com o governador do estado, Simão Jatene, que deve estar em Santarém nesta semana para tratar de assuntos mais específicos. Quatro empresas devem iniciar os estudos técnicos na próxima segunda-feira (27), e terá seis meses para conclui-lo e apresenta-lo. A empresa que estiver a estratégia eleita para ser implantada no município pode não ser a empresa ganhadora da licitação para executar. . “Estamos estudando como será feita a concessão. A iniciativa de realizar os estudos foi das próprias empresas. Então, essa análise é ônus da instituição que nos procurou. O projeto que se adequar pode não ser da empresa que ganhará a licitação. Essa será uma nova disputa entre as empresas”, explicou o prefeito.

Além do prefeito Nélio Aguiar, participaram da coletiva o vice-prefeito José Maria Tapajós; o presidente da Câmara Municipal, Antônio Rocha, secretário Daniel Simões e promotora de justiça Maria Raimunda.

 

Fonte: G1 e Jornal O Impacto