/Empresário detona a INFRAERO que fez uma “espécie de puxadinho” no Aeroporto de Santarém

Empresário detona a INFRAERO que fez uma “espécie de puxadinho” no Aeroporto de Santarém

O empresário santareno Olavo  das Neves usou seu perfil no Facebook para mostrar seu descontentamento com a estrutura do Aeroporto de Santarém, que mesmo após uma pequena ampliação, ainda continua causando transtornos aos passageiros. Além de empresário, Olavo das Neves também é presidente da Companhia Desenvolvimento Econômico do Pará (Codec).

O incrível é que a reforma que foi realizada no Aeroporto de Santarém não utilizou o projeto original, que contemplava uma grande ampliação na estrutura do local. Devido aos cortes no orçamento do projeto, a INFRAERO foi obrigada a fazer uma ampliação “meia boca”, usando um segundo projeto, o que na prática não conseguiu resolver por completo todos os problemas que o Aeroporto possui no momento. (Leia abaixo o desabafo do empresário)

INFRAERO E SEU “PUXADINHO” NO AEROPORTO DE SANTARÉM CONTINUA DESRESPEITANDO PASSAGEIROS.

O “puxadinho” realizado pela INFRAERO no aeroporto de Santarém para atender “dignamente” seus usuários continua causando muitos transtornos, embaraços e desconforto.

Olavo das Neves

Ali disponibilizam apenas UMA MICRO ESTEIRA de bagagens que insistem em chamar de “Número 2”. Tal estrutura sequer consegue atender dignamente os passageiros de um único voo, imaginem quando conseguem a proeza de colocar dois voos simultaneamente. Uma verdadeira loucura!

Vale ressaltar que já pagamos abusivas taxas aeroportuárias para INFRAERO somadas ao custo das passagens aéreas que estão em nível irracional, sendo este último um capítulo à parte.

Sala de desembargue do Aeroporto de Santarém

Por tudo isso, lamentavelmente, quem acaba recebendo as duras críticas são os funcionários de nível operacional que nada podem fazer para solucionar os problemas gerados por incompetência superior.

Um passageiro que observava meu registro resumiu muito bem a cena. Disse ele: – “É um salve-se quem puder!”. ALÔ AUTORIDADES…. MINISTÉRIO PÚBLICO…. PROCON, ….Palavra franqueada…..