/Condições da feira da Cohab são discutidas durante assembleia

Condições da feira da Cohab são discutidas durante assembleia

Uma assembleia geral ocorrida durante a manhã desta terça-feira, 04/07, na sede da Associação dos Produtores Rurais de Santarém – Aprusan, discutiu uma série de recomendações feitas pelo Ministério Público do Estado do Pará a quatro feiras no município, entre elas, a da Cohab.

A ação civil pública foi baseada em laudos feitos pela Vigilância Sanitária, que apontaram problemas de higiene na manipulação e acondicionamento dos alimentos, estrutura inadequada, entre outros.

O presidente da Câmara esteve presente da reunião. 

O presidente da Câmara Municipal de Santarém, vereador Antônio Rocha, falou das dificuldades que o município enfrenta pelo fato de não ter um representante na Assembleia Legislativa para lutar por recursos para Santarém. “Enquanto deputado estadual, apresentei uma proposta de emenda parlamentar, na qual solicitei a cobertura dessa mesma feira, mas agora como não temos um representante da região no legislativo, as coisas ficam mais difíceis. A partir de tudo o que foi exposto pelos feirantes, estarei à disposição para ajudar a Aprusan junto aos órgãos envolvidos nessa questão”.

As recomendações feitas pelo MPE foram enviadas, de acordo com as atribuições respectivas, aos órgãos competentes.

Em fevereiro deste ano, após receber inúmeras reclamações sobre a quantidade de lixo acumudo às proximidades da feira do Aeroporto Velho, e consequente odor e presença de  ratos e insetos, o vereador Antônio Rocha apresentou durante sessão ordinária na Câmara Municipal de Santarém o Requerimento n° 202/2017,  no qual solicitou à Secretaria Municipal de Infraestrutura a instalação de lixeiras para armazenar a quantidade de lixo produzido diariamente no local, bem como maior frequência na coleta desses resíduos.