Arquivo da categoria: Internet

Rádio Web de um dos maiores locutores de Santarém está fazendo sucesso na internet

Locutor Jorge Carlos.

Jorge Carlos  um dos maiores locutores de Santarém e região, está inovando com uma rádio web independente .

Criou a rádio JC FM e passou a ganhar de forma “meteórica” vários ouvintes dentro da internet. A rádio possui uma programação variada para todos os gostos.

VEJA A PROGRAMAÇÃO:

A partir das 06:00 (Música Gospel);

07:00 (Roberto Carlos);

De 08:00 às 10:00 ao vivo (Com Jorge Carlos);

10:00 às 11:00 (Música Regional);

12:00 até 14:00 (MPB) .Depois uma programação variada com pedido do ouvinte – Rádio 24 horas no ar.

Acesse AQUI para baixar o aplicativo da rádio.

Acesse AQUI para ter acesso direto a rádio.

WSP é pioneira como provedor da região a lançar seu próprio aplicativo de serviços

O aplicativo já está disponível na Play Store e Apple Store, foi desenvolvido para aproximar ainda mais a WSP das pessoas. Tudo isso para possibilitar um atendimento ágil e eficaz , por meio de uma tecnologia de fácil acesso. No seguimento de provedores de internet com bandeira no Pará, é a primeira a lançar esse produto no Estado.

O lançamento do aplicativo será realizado oficialmente no sábado (24/06), terá um coquetel e divulgação nas redes sociais.  

Para o diretor presidente da empresa, Jeferson Zaminhan, “o App WSP vai otimizar as ações diárias de quem precisa de suporte, informações de pagamentos e planos, comunicados sobre o link de internet, mural de recados, informações sobre a empresa divulgadas no facebook e ainda a Central do Assinante, que é uma ferramenta também usada no site da empresa (www.redewsp.com.br)”. A central do assinante tem várias opções para o cliente sobre a conexão particular.

Consolidada em Santarém desde 2004, foi a primeira a investir em fibra óptica no município, resultando no boom comercial da empresa no final de 2013. A partir dai, a WSP se tornou o provedor de internet que mais cresceu na região. No Pará, tem lojas em Itaituba, Distrito de Porto Trombetas e no próximo semestre chega em Altamira, está também Vilhena –RO e Comodoro – MT.

Natashia Santana

Amazonense tira selfie em rio na companhia de uma Sucuri e foto viraliza na internet

O autônomo Carlos Andrade,22, ficou famoso após postar um selfie na companhia, de nada mais, nada menos, que uma sucuri no município de Nhamundá. O post publicado no último sábado(27) já tem mais de 5.800 curtidas e 1.650 compartilhamentos.

Segundo  o autônomo, ele foi para um sítio da família que fica nas margens do Rio Nhamundá, quando viu a cobra que devia ter ente 4 a 5 metros. Como o animal ficou parado, ele resolveu entrar na água e tirar uma selfie.

Após tirar a foto e sair do rio, o animal foi se moveu para longe e não foi mais visto. A sucuri não é venenosa, no entanto, quando se sente ameaçada usa a força para se defender, podendo representar perigo para os humanos.

 

Do Portal do Holanda.

Senado poderá criar a CPI da Baleia Azul ainda este mês de Maio

O famigerado tema do jogo ‘Baleia Azul’, um submundo da internet que leva adolescentes e até crianças ao suicídio, chegou ao Congresso Nacional.

O senador Magno Malta (PR-ES) protocolou requerimento para instalação de uma CPI dos Maus Tratos de Crianças e Adolescentes. Ele tem farto material, em relatos, fotos e vídeos, sobre automutilação e suicídio.

BALEIA AZUL: Jogo virtual que induz jovens à automutilação e ao suicídio deve ser um dos alvos da comissão criada para apurar denúncias de violência contra crianças e adolescentes. Brasil é o terceiro colocado entre 85 nações em número de homicídios na faixa dos 10 aos 14 anos.

Senador Magno Malta

Malta mostrou ao senador Eunício Oliveira algumas cenas, que chocaram o presidente do Senado Federal. E ganhou um aliado para criar a comissão.

 

 

 

Polícia investiga caso da Baleia Azul no estado do Pará

Uma jovem de 18 anos, moradora do município de Ananindeua, na Região Metropolitana de Belém, é a primeira vítima do jogo de suicídio conhecido por “Baleia Azul”, no Pará. Acompanhada da mãe, a moça registrou ocorrência policial na Delegacia de Repressão a Crimes Tecnológicos, no início da noite de ontem (26). Na primeira conversa que ela teve com a diretora da DRCT, delegada Vanessa Lee, a adolescente admitiu que tem vontade de se matar e que encontrou nas redes sociais pessoas que a incentivaram a cometer o ato, conforme o jogo estabelece. A jovem estava na fase em que teve de flagelar o próprio corpo.

Segundo a delegada Vanessa Lee, caso será investigado.

A situação só foi descoberta depois que amigos da moça desconfiaram do que estava acontecendo e alertaram os responsáveis da adolescente. A reportagem não teve acesso à vítima, que passará por acompanhamento psicológico e de assistentes sociais. Vista a distância, enquanto aguardava o atendimento da DRCT, ela demonstrava um semblante de tristeza.

SEGUNDA FASE

A história é um alerta para que os pais e responsáveis fiquem mais atentos ao que os jovens fazem nas redes sociais. Na Delegacia de Crimes Tecnológicos, a versão sobre o caso foi contada pela própria jovem à delegada Vanessa Lee. Segundo o depoimento, a moça pesquisou sobre o assunto na internet, onde chegou ao grupo do jogo. “Foi uma conversa difícil porque a gente precisa fazer a vítima confiar no nosso trabalho”, disse a delegada.

No Facebook, a adolescente encontrou várias pessoas que a apoiaram a cometer o suicídio. “Ela mesmo ressaltou que os administradores do grupo disseram que quem está triste e depressivo tem mesmo de se matar”, informou Vanessa. A jovem afirmou que estava na “segunda fase”, na qual lhe foi passada a missão de fazer cortes nas coxas e no ombro esquerdo. A titular da DRCT ressaltou que este foi o primeiro caso registrado por vítima do jogo. “Já tivemos uma denuncia registrada há poucos dias, mas a queixa apontava uma suposta existência do jogo”, frisou. Agora temos a denuncia de quem participou diretamente. Após o registro do Boletim de Ocorrência Policial, Vanessa encaminhou a vítima para o Instituto de Criminalística para fazer perícia por lesão corporal, uma vez que ela ainda apresenta os cortes pelo corpo. O aparelho de telefone celular dela também deve passar por perícias.

O JOGO DA BALEIA AZUL

Ninguém sabe como o jogo da Baleia Azul surgiu, mas se especula que foi iniciado na Rússia, em 2015, e se espalhou pelo mundo até chegar ao Brasil. De acordo com investigações da polícia, o Baleia Azul já teria sido responsável por pelo menos 2 suicídios de jovens no Brasil e mais de 100 na Rússia.

O jogo funciona da seguinte forma: os curadores são os organizadores dos desafios e selecionam quem pode participar. Eles mandam convites aos usuários escolhidos, seja pelo Facebook ou pelo WhatsApp. A partir daí, enviam um desafio a cada dia e os prazos para cumprir a tarefa. O último desafio termina com a morte do envolvido. Quem não cumpre tem a família ameaçada.

(Denilson D’Almeida/Diário do Pará)

Belém recebe o Roadsec, maior evento “hacker” da América Latina

O Roadsec, evento itinerante que viaja pelas principais cidades do país desde 2013, vai desembarcar em Belém, pela primeira vez, no próximo sábado (25). Com uma proposta inovadora, o Roadsec oferece conhecimento, diversão e oportunidades no mercado de trabalho.

Além de palestras e networking, o evento abriga um campeonato de hacking, diversas oficinas e já se firmou como o espaço ideal para quem procura colocação e para empresas interessadas em contratar. “Uma das marcas do Roadsec é abrir portas para quem está começando, e estimular talentos locais a se revelar ao mercado e até dividir as atenções com palestrantes de nível internacional”, destaca Anderson Ramos, CTO da FLIPSIDE, organizadora do evento.

Os participantes do Roadsec Belém ganham um código para publicar, por três meses, um perfil premium gratuito no site roadsec.trampos.co – resultado da parceria com o Trampos, plataforma de anúncio de vagas. As empresas parceiras também ganham um código para anunciar gratuitamente suas oportunidades.

Na capital paraense também será disputada uma das etapas do Hackaflag, maior campeonato de hacking no estilo Capture The Flag do país e uma das principais atrações do Roadsec, em que os participantes invadem sistemas controlados e resolvem vários desafios como web, criptografia e forense. A final será disputada no gigante Roadsec São Paulo, reunindo os vencedores de cada edição pelo Brasil. O prêmio para o campeão ainda não está definido, mas a viagem à DEFCON em Las Vegas com tudo pago, oferecida no ano passado, gera expectativas.

Em 2016, o Roadsec atraiu mais de 10 mil apaixonados por tecnologia nas 17 cidades por onde passou. Nesta primeira edição em Belém, a previsão dos organizadores é de reunir 350 participantes entre hackers, estudantes, profissionais e empresas de segurança da informação.

Serviço:

ROADSEC Belém

Data: 25 de março de 2017

Horário: 9h30 às 18h

Local: UNAMA (Av. Alcindo Cacela, 287 – Umarizal, Belém/PA)

Ingressos antecipados: R$ 50 (meia) e R$ 100 (inteira)

Ingressos na porta:  R$ 60 (meia) e R$ 120 (inteira)

Vendas: Eventbrite (https://www.eventbrite.com/e/roadsec-2017-belem-registration-30355546256)

Informações e programação: http://roadsec.com.br/belem2017/

SOBRE O ROADSEC

O Roadsec é um roadshow itinerante que leva um dia inteiro de atividades e conteúdo sobre hacking, segurança da informação e tecnologia por todo o país. Com 4 anos de estrada e mais de 40 edições, já recebemos mais de 25.000 participantes de todas as regiões do Brasil.

Em 2017, o evento começa em fevereiro e vai passar pela primeira vez por 18 capitais até novembro, nas 5 regiões, quando acontece a mega edição de encerramento em São Paulo.

A programação do Roadsec inclui:

– Palestras: Ataques, teorias, defesa, carreira, pesquisas, empreendedorismo e guerra digital são alguns dos destaques na grade de conteúdo do Roadsec. Confira as novidades da área e aprenda novas técnicas com especialistas experientes no palco. Também abrimos espaço para Call For Papers e para novos talentos brilharem apresentando suas ideias e projetos.

– Oficinas: Pilote um DRONE usando apenas o seu dispositivo, monte um robô de LEGO MINDSTORMS e seja seu comandante, experimente um óculos de REALIDADE VIRTUAL, destranque cadeados sem usar as chaves na oficina de LOCK PICKING, faça seu próprio molde de arte 8-bits com os PIXEL BEADS, construa um circuito eletrônico inteligente com as peças do LITTLE BITS ou faça um protótipo para impressão na impressora 3D!

– Campeonatos:

  • Cryptorace: uma gincana criptográfica cheia de pistas físicas e virtuais que desafia os participantes em busca da maior pontuação;

  • Hackaflag: campeonato de invasão de sistemas estilo Capture The Flag em um ambiente montado com vários desafios de vários níveis e especialidades;

– Cursos: A programação também conta com cursos práticos de hacking e segurança, que serão realizados no domingo (26) e podem ser adquiridos na loja oficial do evento.

Marca exalta Joinville por ‘melhor açaí’ e post viraliza com reação de paraenses

O que era para ser propaganda acabou virando palco para defesa cultural.

Uma publicação de uma loja de açaí de Joinville, que parabenizou a cidade “das flores e do melhor açaí” pelo aniversário em 9 de março, despertou a reação de paraenses. Na maioria dos 2,6 mil comentários da postagem, eles reivindicaram para o Norte a melhor qualidade da iguaria. “Das flores pode até ser, mas do açaí forçaram uma barra. Açaí é da Amazônia e é inigualável”.

Até a manhã deste sábado, a postagem já havia sido compartilhada 2,6 mil vezes na rede social — bem acima das cerca de 120 curtidas que o negócio costuma ter em sua página.

“Hahahahahha só pode ser brincadeira né?? O açaí eh fruto da Amazônia, em especial do Estado do Pará. Joinville eh uma cidade maravilhosa com vários encantos, mas daí a falar que tem o melhor açaí não dá né?”, comentou um usuário que recebeu 2,1 mil curtidas.

“Isso é que é apropriação cultural”, apontaram outros, em tom de brincadeira.

Os donos do negócio certamente se surpreenderam com a reação viral — mas pelo menos, como apontaram alguns dos internautas, conseguiram bombar a marca nas redes.

 

Do Extra

Jovem grava vídeo e revela provas de farsa no ataque a Valdemiro Santiago

Um jovem, identificado como Thiago Lima, diz ter provas de que o ataque a facadas ao pastor evangélico Valdemiro Santiago, líder da Igreja Mundial do Reino de Deus, não sofreu o atentado que mexeu com todo o Brasil. De acordo com ele, a prova principal seria fotos recentes.

Em uma postagem recente feita pelo Bispo França, um dos representantes da mesma igreja de Santiago, o pastor aparece virado para o lado em que levou o corte no pescoço. Mesmo assim, não dá para ver nenhum machucado.

Não é possível ainda visualizar os vinte e cinco pontos que foram efetuados na região.

Veja abaixo uma das fotos usadas pelo jovem e que ele diz ser uma prova de que não houve um ataque ao religioso:

VEJA O VÍDEO DA DENÚNCIA 

 

Como o Facebook pretende acabar com notícias falsas postadas

facebook-markMark Zuckerberg

O fundador do Facebook, Mark Zuckerberg, anunciou planos para combater a circulação de notícias falsas na rede social.

O Facebook foi alvo de polêmica após a eleição de Donald Trump para a presidência dos Estados Unidos, quando usuários, pesquisadores e colunistas de jornais americanos afirmaram que notícias falsas sobre os candidatos podem ter influenciado a escolha dos eleitores.

Os críticos afirmam ainda que a empresa não toma providências suficientes para impedir que grupos políticos espalhem boatos na rede.

Na noite do último sábado, Zuckerberg disse, novamente em uma publicação em seu perfil na rede social, que a empresa “trabalha com esse problema há muito tempo e leva essa responsabilidade a sério”.

Mas ele afirmou também que o tema é “complexo, tecnicamente e filosoficamente”, já que o Facebook não quer desestimular o compartilhamento de opiniões ou tornar-se “árbitro da verdade”.

Propostas

O CEO disse ainda que a empresa desenvolve sete propostas para combater a desinformação de maneira mais eficiente:

  1. Desenvolver sistemas técnicos mais eficientes, para detectar o que as pessoas irão denunciar como falso antes que elas façam isso;
  2. Tornar mais fácil o processo de denúncia reportagens falsas;
  3. Fazer parcerias com organizações de checagem de fatos;
  4. Rotular os links que foram denunciados como notícia falsa e mostrar avisos quando as pessoas lerem ou compartilharem estes links;
  5. Aumentar a exigência de qualidade para os links que aparecem como “relacionados” na linha do tempo;
  6. Dificultar o lucro dos sites de notícias falsas com anúncios;
  7. Trabalhar com jornalistas para aprender métodos de checagem de fatos.

“Algumas dessas ideias irão funcionar e outras não, mas quero que vocês saibam que sempre levamos isso a sério, entendemos a importância deste assunto para nossa comunidade e estamos determinados a resolver isso”, afirmou o empresário.

Da BBC Brasil. 

Vitória de Trump nos EUA transforma ‘Bolsonaro’ em tema de discussão na internet

bolsonaro-2018-7

A inesperada vitória de Donald Trump parece não ter sido digerida por muitos dos internautas brasileiros. Tanto que o assunto segue em alta nas redes sociais desde que o candidato republicano foi anunciado como novo presidente dos Estados Unidos.

No entanto, outro nome segue em alta no Twitter: o de Jair Bolsonaro, ex-militar e político conservador que já antecipou sua pré-candidatura à presidência do Brasil nas eleições de 2018.

Com a chegada de Trump ao poder, muitos brasileiros passaram a especular sobre a possibilidade de Bolsonaro ter chances reais de assumir o Palácio da Alvorada. A maioria torce para que isso não aconteça, mas muitos aproveitaram para declarar sua torcida ao ex-militar. Veja alguns comentários:

bolsonaro-2018-4 bolsonaro-2018-5 bolsonaro-2018-6 bolsonaro-2018-2 bolsonaro-2018-3 bolsonaro-2018

 logomarca-estadao-2

[ DIAS CONTADOS ]. Novo aplicativo de mensagens poderá derrubar WhatsApp.

allo

Você não aguenta mais responder mensagens pelo WhatsApp, Messenger, Telegram e Snapchat, vai ter de arranjar assunto. O Google libera seu aplicativo de bate-papo Allo para download nesta quarta-feira (21). Ele tem versões para Android (Google) e iOS (Apple).

Com o app, a empresa lança um serviço para concorrer com os chats de Facebook e Apple. Por isso, o Allo faz tudo que os outros já fazem: manda vídeos, mensagens de voz e imagens.

O trunfo do Google é levar para as conversas um sistema de inteligência artificial que interage com humanos, o chamado “chatbot”. Com ele, é possível fazer pesquisas na internet e até executar tarefas no smartphone sem abandonar a janela do app.

Usar o Allo é como conversar ao mesmo tempo que outra pessoa fica à espreita, pronta para participar também. Só que essa pessoa é o Google.Toda vez que se escreve uma mensagem iniciada por @google, o Google Assistant é acionado.

Ele sugere respostas automáticas, responde perguntas e traduz textos em outros idiomas. Também dá para usá-lo para buscar fotos, vídeos e informações na internet. Além disso, ele pode procurar pela melhor rota para chegar a um determinado endereço ou mostrar bares e restaurantes de um bairro.

Para participar da conversa, o Google usa algumas de suas ferramentas já existentes, como a Pesquisa, o Maps e o YouTube. Essa é uma tentativa do Google de fazer seus serviços entrarem cada vez mais na conversa das pessoas sem que elas percebam.

Além disso, dá para pedir pro assistente dar uma mãozinha em outras atividades fora da conversa. Ele avisa, por exemplo, se vai chover ou fazer Sol amanhã e até manda as últimas notícias.

Outro dos recursos é o bate-papo anônimo, em que os participantes escolhem por quanto tempo as mensagens ficarão disponíveis (de 5 segundos a 1 semana). Essa opção também tem notificações particulares e sigilo por criptografia.

Versão brasileira? Ainda não.

Por enquanto, o Allo responde com maior desembaraço se o idioma escolhido for o inglês. “Desculpa, eu ainda estou aprendendo português”, responde o aplicativo, quando não entende bem uma mensagem em nosso idioma. Mas nem por isso deixa de ajudar: “Por ora, posso fazer uma busca no Google para você”. A empresa promete acrescentar suporte ao português em breve.

logomarca-g1

Brasileira publica fotos em momentos íntimos com o velocista Usain Bolt.

usan boltUsain Bolt com  Jady Duarte.

Uma estudante carioca de 20 anos passou a noite com Usain Bolt após uma balada em boate do Rio e postou as fotos dos momentos de intimidade que passou com o velocista.

Ao jornal carioca Extra, Jady Duarte contou como foi a abordagem de Bolt. “Ele mandou um segurança me chamar, falamos rapidamente. Mas na hora nem sabia que ele era ele, porque eram muitos jamaicanos parecidos”, contou. A carioca ainda descreveu como “normal” a noite passada com o astro olímpico. Depois do encontro, Bolt até passou a seguir Jady Duarte no Instagram.

logomarca portal do holanda