Arquivo da categoria: Informe

CIEE abre mais de 10 mil vagas de estágio na região Norte

O CIEE prevê a abertura de 10.228 vagas nos estados da região Norte do País (AC, AM, AP, PA, RO, RR) até o final de setembro. Esse total deriva das 51.660 oportunidades prevista para serem abertas em todo País, para praticamente todos os cursos.

O aumento das oportunidades ocorre nesta época do ano para reposição de vagas em empresas e órgãos públicos, já que muitos contratos vencem coincidindo com a formatura de estudantes e com a efetivação de estagiários.

Os jovens interessados em ingressar em estágio devem acessar o Portal do Estudante (www.ciee.org.brpara se cadastrar gratuitamente no CIEE. Aos que já são inscritos é importante atualizar os dados pois, assim, aumentarão as chances de serem convocados para processos seletivos.

Os cadastrados no banco de dados do CIEE contam com uma série de vantagens. Além de concorrerem a programas de estágio, que facilitarão o acesso futuro ao mercado de trabalho, podem turbinar seus currículos matriculando-se em um (ou mais) dos 10 cursos gratuitos que compõem a grade do programa de Educação a Distância do CIEE, que abrange temas comportamentais, técnicos e conceituais.

Sobre o CIEE 

Desde sua fundação, há 53 anos, o CIEE já encaminhou 16 milhões de estudantes para estágio e aprendizagem em empresas e órgãos públicos parceiros. A marca confirma o crescente reconhecimento da eficácia do estágio e da aprendizagem em duas importantes frentes: como capacitação prática dos jovens para o mercado de trabalho e como fonte de recrutamento de novos talentos. O CIEE também desenvolve uma série de ações gratuitas como: Programa de Educação à Distância, Orientação Jurídica à População (Projur), além de Ciclos de Palestras, Concursos Literários – que estimulam a escrita e a leitura -, Feira do Estudante – Expo CIEE, entre outros.

 

Concurso da Cosanpa será no dia 18 de junho – Atenção para horários e cartão de inscrição

A data para a realização da prova do concurso para a Companhia de Saneamento do Pará (Cosanpa) foi ajustada para o dia 18 de junho. Pela manhã, será para os níveis Superior e Médio. Pela tarde, para os cargos de nível Fundamental. O edital com as alterações no cronograma está na página de acompanhamento. A mudança foi necessária por causa da decisão judicial que determinou a reabertura das inscrições e ajuste nas exigências para o cargo de Engenheiro Sanitarista.

Os candidatos devem acessar a página do concurso para imprimir o cartão de inscrição que traz o local e horário da prova. Basta informar o CPF e a senha (quatro primeiros números do CPF e ano de nascimento).O documento deve ser impresso para apresentação no dia do teste junto com um documento oficial válido com foto.

PÁGINA DO CONCURSO AQUI

A seleção oferece 140 vagas, dentre elas as de engenheiro sanitarista (lotação em Icoaraci/Outeiro), eletricista industrial (lotação em Icoaraci/Outeiro), assistente comercial (lotação em Icoaraci/Outeiro), Operador de Estação de Água e Esgoto (lotação na Região Metropolitana de Belém) e agente de Operação, além de cadastro de reserva para outros cargos.

 

Da Redação
Portal FADESP

ATENÇÃO: Acidentes com a rede elétrica podem ser evitados na quadra junina


É importante a população ficar atenta desde os momentos da organização das festas, para evitar imprevistos

Para quem vai se divertir nas festas juninas durante esse mês de junho na cidade, a atenção deve ser redobrada para evitar acidentes envolvendo a rede elétrica no momento da organização da festa. A Celpa orienta os clientes com dicas de segurança e os cuidados que todos devem ter para que o evento seja realizando sem acidentes, seja na hora de enfeitar as vias ou até mesmo na hora de montar os quiosques do comercio informal.

O executivo da área de Manutenção da Celpa, Clécio Tabaranã, alerta que a população jamais deve usar estruturas decorativas junto a rede elétrica. “O cliente não deve usar as estruturas elétricas para sustentar as bandeirinhas ou qualquer tipo de decoração. Na utilização desses enfeites, deve-se verificar a procedência dos produtos, pois não devem ser usados materiais condutores de energia, como por exemplo fio de cobre, entre outros”, orienta o executivo

Além disso, o executivo ainda orienta quais as estruturas corretas que podem ser usadas e o que deve ser evitado ficar próximo a rede elétrica para não causar acidentes. “A dica é que seja utilizado barbante para prender as bandeirinhas. Fogueiras, balões, foguetes ou fogos de artificio são proibidos de ficar direcionados próximos a rede elétrica, pois podem ocasionar prejuízos diretos no fornecimento de energia e trazer riscos eminentes, levando por consequência em acidentes de fatais”, explica.

COMÉRCIO INFORMAL – Em relação a montagem de barraquinhas, camarotes, arquibancadas, palanques, palcos e a utilização de veículos de som, deve-se levar em conta alguns itens. A distância mínima de segurança dessas estruturas em relação à fiação elétrica dever ser de 1,5m. Durante a montagem e a desmontagem das estruturas, os operários deverão ficar atentos a essa distância e manusear ferramentas e peças metálicas com extremo cuidado.

Nos casos de ligações à rede para eventos juninos, os organizadores podem procurar uma agência de atendimento da concessionária para solicitar a ligação provisória. A solicitação deve ser feita com antecedência, devendo informar qual a finalidade, o endereço da ligação e quais eletrodomésticos serão utilizados. Com esta medida, situações de sobrecarga são evitadas.

EM CASO DE ACIDENTE: 

– O local deve ser isolado, para que não haja aproximação de pessoas;

– Não se deve retirar objetos ou pessoas que estejam em contato com fios até que um profissional qualificado assegure que a energia foi desligada para, assim, manter a segurança e a integridade física dos presentes;

– Jamais tocar em fios partidos;

– Acionar imediatamente o Corpo de Bombeiros, por meio do número 193, e a Celpa, pelo número 0800 091 0196.

Animais utilizados por carroceiros serão vacinados “gratuitamente” em ação do Sirsan

O Sindicato Rural de Santarém (Sirsan), em parceria com a Adepará (Agência de Defesa Agropecuária do Estado do Pará), a ACCASAN ( Associação de Carroceiros de Santarém)  e a Unama, realizam no próximo dia 25 de maio, no Parque de Exposições Alacid Nunes, a vacinação de bovinos, bubalinos e equinos utilizados em tração animal na cidade.

A vacinação contra febre aftosa é obrigatória e nessa iniciativa será feita de forma gratuita. Na ocasião os animais serão examinados e irão passar por vermifugação e exame clínico.

 

Do Sirsan

 

“Correiros Celular” entram em operação e começam a vender chip pré-pago.

Os Correios começaram a vender chips de celular pré-pago de sua operadora própria, a Correios Celular. O novo serviço da estatal conta com a parceria da EUTV, prestadora de Serviço Móvel Pessoal (SMP), responsável pela infraestrutura de telecomunicações, que usa a rede da TIM e sistemas próprios para disponibilizar o sinal.

Por enquanto, só 12 agências de São Paulo venderão os chips. A unidade custará R$ 10 e as recargas mensais serão de R$ 30. As próximas cidades que venderão as linhas são Brasília e Belo Horizonte. Até o fim do ano a venda chegará a 3,6 mil municípios. O objetivo é ter 500 mil chips ativos até dezembro e 8 milhões em cinco anos.

A recarga de R$ 30 possibilita ao usuário 100 minutos de ligações de voz para qualquer celular, fixo ou DDD, ou 100 SMS; 30 dias de internet móvel em 3G OU 4G, dependendo da disponibilidade da região; e uso de mensagens de texto e de voz pelo WhatsApp sem descontar da franquia da internet.

CR Supermercados emite nota sobre estelionatário que está enganado a população.

cr-supermercado

Algumas páginas nas redes sociais e sites estão compartilhando vagas de emprego falsas. Fique atento, pois todo processo seletivo é divulgado exclusivamente pelo CR e entrevistas são feitas apenas pelo departamento de RH na unidade Tapajós.

Esse é o site para cadastramento de currículo. Click no link ao lado: CR SUPERMERCADO.

Assessoria de comunicação do CR Supermercado

Movimento ‘OcupaUfopa’ emite nota sobre a ocupação que ocorre na universidade.

ocupacao-ufopa

Os estudantes da Universidade Federal do Oeste do Pará (UFOPA) vêm, por meio desta, esclarecer acerca da ocupação que ocorre no campus Boulevard desde o dia 03 de novembro do vigente ano. Após deliberação em assembleia, os discentes da Universidade Federal do Oeste do Pará (UFOPA), decidiram ocupar o Campus Boulervad da referida autarquia, na tarde do dia 03 de novembro de 2016.

A ocupação dar-se em protesto ao Projeto de Emenda à Constituição Federal (PEC) 241/55 de 2016 que limita os gastos públicos com saúde e educação, bem como ao projeto de reforma do ensino médio.

Deste modo, o movimento soma-se em intenção e solidariedade às ocupações de milhares de estudantes e trabalhadores de todo o País que até a presente data revelam-se em 1.197 entidades de ensino.

O movimento organizado é de iniciativa dos estudantes e tem como bandeira única a educação. Não impede a participação da comunidade, pois entende que os envolvidos partilham de uma mesma preocupação com a atual conjuntura do País. Nem restringe o acesso ao Campus, sendo assegurado o direito de ir e vir de qualquer pessoa. Por assembleia foi definido que será garantido o funcionamento de atividades tidas como imprescindíveis na instituição, tais como: limpeza, segurança e a realização de serviços administrativos, até o dia 10 de novembro no caso do último item. A ocupação do espaço de estudo dá visibilidade a tal insatisfação e expande diálogo com a população, agregando pessoas para o movimento, de modo que pressiona os senadores no momento da votação, criando um sufrágio consciente por parte destes e da própria população que os elegeu.

ocupacao-ufopa-3

Neste movimento, os estudantes reforçam seu descontentamento com a conjuntura política atual, que propõe medidas de austeridade que negligenciam a educação e precarizam os demais serviços públicos, banalizando setores cruciais para a manutenção da vida pública. Repudiam a PEC 241 / 55, que visa o controle das despesas através de um teto de gastos públicos, uma vez que esta tem um impacto direto na vida de milhões de pessoas. Ressalta-se ainda que o movimento sofre ataques de sujeitos despolitizados dentro do Campus, mediante atos segregacionistas, adotando comportamentos acríticos e incriminadores na tentativa de desfazer a ocupação. Na contramão disto, esclarecemos que a ocupação é legítima e não conta com nenhum ato de vandalismo ou depredação por parte dos integrantes do movimento, contrariando rotulações que se têm buscado os impor, dentre estas, ofensas em canais de comunicações e redes sociais. Enquanto muitos que são contrários ao movimento o massacram e o hostilizam em ambientes virtuais, os estudantes ocupantes têm zelado pelas dependências do campus, fazendo limpezas diárias e cuidando para que o patrimônio da Instituição não seja deteriorado.

Atividades durante a ocupação .

Durante a ocupação ocorre uma diversidade de programações, como: mutirões de limpeza, refeições coletivas, contatos com grupos da comunidade externa e atividades culturais, bem como debates sobre política e temas de relevância para a sociedade. No início da tarde são realizadas oficinas pedagógicas, exibição de documentários e filmes, sendo alguns para o público infantil.

ocupacao-ufopa-2

Livros didáticos também são colocados à disposição para empréstimos. As assembleias são realizadas diariamente no horário de 18 horas, na qual a mobilização é discutida e é definida a continuidade da ocupação. À noite, geralmente tem atividades culturais com apresentação de dança e músicas regionais. As decisões e ações relevantes à comunidade externa são publicadas na página OCUPA UFOPA.

Entidades declaram apoio ao movimento.

Entidades que colaboram e apoiam o movimento, como:

SINDUFOPA (Sindicato dos Professores da UFOPA)

SINTPREVS (Sindicato dos Trabalhadores Públicos em Previdência, Saúde, Trabalho e Assistência Social no Pará)

SINCORT (Sindicato dos Trabalhadores da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos do Pará)

SINTEPP REGIONAL OESTE (Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Pará – Região Oeste)

SINTEPP SANTARÉM (Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Pará – Santarém)

ONG FASE (Federação de Órgãos para Assistência Social e Educacional)

CPT (Comissão Pastoral da Terra)

DCE UFOPA (Diretório Central dos Estudantes da UFOPA)

DAIN (Diretório dos acadêmicos indígenas da UFOPA)

UES (União dos Estudantes de Santarém)

SECUNDARISTAS DE SANTARÉM (vários estudantes das escolas de ensino médio de Santarém)

ORGANIZAÇÕES INDÍGENAS DE SANTARÉM UNIVERSITÁRIOS DE OUTRAS INSTITUIÇÕES (Vários estudantes do IFPA e UEPA)

PASTORAL DA JUVENTUDE

Destarte, contrariados pelas medidas insensatas do Governo Federal e dispostos a resistir em movimento sem vínculo com nenhum grupo político e, sim, defendendo os direitos em iminência de serem retirados, os discentes desta instituição, em especial os ocupantes, agradecem a comunidade interna e externa da Universidade pelo acolhimento, e convida aqueles que desejam envolver-se no fortalecimento da causa.

Assessoria de Comunicação OCUPA UFOPA

Mais informações (93) 98102-5916

[ ALERTA ]. Cabos energizados próximos a veículos exigem atenção.

fiacao-eletrica

Existe uma duradoura relação entre os automóveis e a eletricidade. O meio de transporte é movido por uma bateria de corrente continua e alimentado por um alternador considerável de amperagem. Eles ainda possuem fios que convivem bem próximo a lataria. Mas o nível de segurança, para que não ocorra um curto-circuito por conta dessa proximidade, é altamente confiável, segundo a palavra de especialistas.

A eletricidade se torna um perigo para os condutores quando há interferências externas, como por exemplo, um cabo partido ou até mesmo uma descarga elétrica. Por mais assustadoras que as situações sejam, em ambos os casos é de extrema importância que o cidadão que estiver dirigindo o transporte mantenha a calma e proceda de maneira adequada para evitar uma possível fatalidade.

De acordo com o executivo da área de Segurança da Celpa, Alex Fernandes, se um fio energizado cair em cima ou próximo ao veículo, o ideal é ficar dentro do carro. “Nessas situações jamais deve-se sair do automóvel, pois mesmo que a pessoa não toque no fio, há o risco de morte. A eletricidade se propaga em um raio considerável no solo, que mesmo se a pessoa der um passo muito longo ainda está sujeito a uma descarga que percorrerá o corpo”, explica o executivo.

Por possuir uma estrutura de aço, nesses casos, os automóveis costumam a funcionar como uma “gaiola metálica” em relação ao cabo energizado. A energia acaba ficando isolada na parte exterior e, assim, isola as pessoas que estão dentro do veículo. Da mesma forma que isola o interior do transporte da energia do cabo rompido, o carro também protege os condutores dos raios. Daí a importância de ficar dentro do automóvel nessas situações até que a energia dos cabos seja desativada por profissionais habilitados.

No entanto, há um ponto que merece atenção.  Nas situações de cabo partido, é possível que uma corrente elétrica passe pelo carro se os pneus entrarem em contato com água com sal ou metais. Por isso, a recomendação dos especialistas é que, mesmo do lado de dentro, não se deve tocar em nenhuma parte metálica do veículo.

Em qualquer situação envolvendo cabos partidos em vias, o ideal é que seja feito o contato imediato com a concessionária de energia, para que sejam enviadas equipes especializadas para resolver a situação. “A população deve manter a máxima distância possível dessa fiação e entrar em contato com a Celpa, por meio do 0800 091 0196 e informar o caso”, reforça Alex Fernandes.

Confira algumas dicas de segurança para prevenção de acidentes:

– Evitar qualquer tipo de serviço próximo à rede elétrica.

– Nunca toque em aparelhos elétricos com as mãos ou pés úmidos nem os utilize em locais molhados;

– Não instale antenas de TV perto da rede elétrica;

– Sempre contrate um eletricista para realizar consertos nas instalações elétricas internas de sua residência.

– Faça uma revisão na rede elétrica a cada cinco anos;

– Jamais deixe aparelhos elétricos ao alcance de crianças;

– Não utilize benjamins e extensões improvisadas. Isso provoca sobrecarga e problemas nas instalações elétricas. Prefira extensão em paralelo.

 

 

(Leíria Rodrigues –Assessoria de Imprensa- Celpa) 

Amanhã inicia a greve dos bancários em todo o Estado do Pará.

greve-bancarios

Bancários do todo o país deverão cruzar os braços nesta terça-feira (6), quando inicia a greve geral da categoria. No Pará, a expectativa é que trabalhadores de bancos públicos e privados paralisem as atividades em todo o Estado.

Segundo o Sindicato dos Bancários do Pará, os números de trabalhadores que irão aderir a greve e de agências que irão fechar as portas ainda estão sendo levantados, mas deverão ser divulgados no final da tarde de hoje.

No começo da noite desta segunda-feira (5), às 19h, a categoria irá se reunir em assembleia para discutir e organizar a mobilização do movimento grevista a partir de amanhã, como pontos de concentração, atos públicos e mobilizações em frente às agências.

A greve faz parte de um movimento nacional. A categoria reivindica reajuste salarial de 5% além de reposição da inflação no período (9,57%), R$ 880 em vales-alimentação, refeição, 13ª cesta, auxílio-creche e piso de R$ 3.940,24 (equivalente ao salário mínimo do Dieese).

Já os bancos oferecem reajuste de 6,5% sobre o salário e benefícios, como vale-alimentação e auxílio-creche, além de abono no valor de R$ 3.000 e piso de R$ 2.842,96.

LOGOMARCA DOL

Celpa instala protetores contra aves na fiação elétrica.

urubus santarém 2Protetores na Linha de Média Tensão. 

O pescador Claudionor de Sousa, 41 anos, comemora com satisfação o resultado. Agora, ele não precisa mais se preocupar em afugentar os urubus que tiravam a paciência dele e a energia da área onde ele mora. Com a capa de proteção colocada pela Celpa nos cabos de média tensão, o problema de falta de energia, que ocorriam com frequência, agora é coisa do passado.

O pescador ressaltou que, por conta do Porto dos Milagres, pequeno comércio para venda de peixes, o que sobra do pescado tratado no local é despejado à revelia, em muitos casos. Além disso, a área serve como depósito de lixo por pessoas de outros bairros. “Isso tudo acaba atraindo aves como urubus e garças e por não ser um local arborizado, esses animais acabam pousando nos postes e fiações de energia”, explicou.

O investimento feito pela concessionária vem garantindo satisfação para mais de 200 famílias do bairro Santana, principalmente do residencial PAC/Uruará e os que são abastecidas por dois transformadores modernos e de excelente retorno, o que garante qualidade na energia.

urubus santarémProtetores evitando o contado de aves na linha de Média Tensão. 

De acordo com o líder técnico da regional Oeste, Márcio Rêgo, a Celpa deve instalar mais dispositivos para evitar as aves em outros do município de Santarém, onde há grandes recorrências.

O objetivo é evitar o rompimento da distribuição de energia elétrica.

As capas protetoras de média tensão são colocadas na rede elétrica próximas aos transformadores de energia. Além de proteger a fiação o material também protege que urubus sejam eletrificados e fiquem presos nos cabos de energia.

[ PREVENÇÃO ]. Celpa realiza simulado para funcionários sobre riscos de acidentes.

celpa simulado

Eletricistas em ação e muitas simulações de acidentes com riscos de morte. Foi assim o final de semana dos colaboradores da Celpa que atuam no município de Santarém, oeste do Pará. E eles não estavam sozinhos. Uma equipe de engenheiros auxiliou os profissionais, na simulação de situações de risco com a energia elétrica, que aconteceu em algumas áreas da cidade, chamando a atenção dos moradores. O trabalho preventivo com os eletricistas é rotineiro e visa garantir que possam trabalhar com segurança, e ajudar a levar energia elétrica para, aproximadamente, oitenta e cinco mil santarenos, diariamente.

celpa simulado 3

As simulações realizadas se aproximam, ao máximo possível da realidade, utilizando estruturas usuais nos serviços realizados diariamente. Elas servem para reforçar o aprendizado dos técnicos, principalmente na hora de lidar com a energia, e garantir a qualidade no serviço. Na ocasião, eles ainda são orientados sobre como prestar os primeiros socorros em caso de acidente.

No levantamento feito pela empresa, não há registros de acidentes graves em Santarém neste ano. Isso é atribuído aos cuidados da empresa para evitar que a vida dos colaboradores fiquem em risco.

Há quatro anos na empresa Endicon, o eletricista, Pedro Jarlis, participou da simulação pela segunda vez. E cada vez mais se surpreende com o aprendizado adquirido. “Agimos como se fosse tudo real, com equipamentos de última geração”, reforçou.

Para o eletricista, o treinamento não deixa nada a desejar aos grandes centros e permite que as equipes desenvolvam um trabalho com eficiência e qualidade. São quatro horas de treinamento onde os participantes aprendem tudo da área, inclusive a salvar vidas. “Isso envolve sentimento, responsabilidade e, claro, muito cuidado com a gente e com os nossos próximos. Espero nunca poder resgatar um amigo, um chefe de família e, sim, que possamos voltar para casa todos os dias sãos e salvos.

Durante o treinamento, feito com revezamento de equipes (cada uma formada por 20 profissionais), são observadas possíveis falhas, a fim de evitar que problemas semelhantes ocorram no dia a dia, haja vista que o trabalho de campo envolve riscos e qualquer descuido pode ser fatal.

De acordo com o líder técnico da Celpa, Márcio Rêgo, durante o treinamento é possível simular todos os passos de segurança e checar uso de equipamentos modernos adquiridos pela empresa e que são indispensáveis nas ações de campo. “Trabalhar com energia elétrica requer cuidados e muito treinamento, por se tratar de um trabalho perigoso se não manuseado corretamente”, finalizou.

[ ATENÇÃO ]. Anvisa proíbe venda de extrato e molho de tomate contaminados.

montagem extrato de tomate

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) proibiu a comercialização e a distribuição de quatro lotes de extrato de tomate das marcas Amorita, Predilecta, Aro e Elefante, além de um lote de molho de tomate tradicional da marca Pomarola.

A punição às cinco marcas se deu com base em laudos que detectaram matéria estranha indicativa de risco à saúde humana – pelo de roedor – acima do limite máximo de tolerância pela legislação vigente. As empresas terão de recolher os estoques dos produtos existentes no mercado.

As decisões da Anvisa estão publicadas em resoluções no Diário Oficial da União (DOU) desta quinta-feira (28).

  1. A primeira refere-se ao lote L 076 M2P e validade de 01/04/2017 do extrato de tomate Amorita, fabricado por Stella D’Oro.
  2. A segunda, ao extrato de tomate Predilecta lote 213 23IE e validade 03/2017.
  3. A terceira trata do molho de tomate tradicional Pomarola lote 030903 e validade 31/08/2017 e também do extrato de tomate Elefante lote 032502 e validade 18/08/2017.

Hospital Regional do Baixo Amazonas abre vagas para pessoas com deficiência.

A Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar está com vagas para quatro cargos no Hospital Regional do Baixo Amazonas (HRBA). Quem desejar concorrer deve enviar currículo atualizado para trabalheconosco@hrbaprosaude.org.br, informando o cargo desejado no assunto do e-mail.

Oportunidades.

Telefonista: necessário ter ensino médio completo.

Auxiliar administrativo: necessário ter ensino médio completo.

Auxiliar de higiene e limpeza: necessário ter ensino médio completo.

Técnico em Enfermagem: necessário ter ensino médio completo, curso técnico de Enfermagem, inscrição atualizada no Conselho Regional de Enfermagem (Coren-PA).