Arquivo da categoria: Educação

Aluna do Pará é selecionada para reality show de moda no sul do país

Aristéia da Silva moradora de Marabá

Eles estão vindo de longe – Serra Talhada, Sinop, Ubá, Manaus, Marabá, Porto Velho. Ao todo 30 estudantes do curso de Design de Moda da educação a distância da Unicesumar aceitaram o desafio de participar do Fashion Reality – primeiro reality show promovido pela instituição. Entre os selecionados, estão acadêmicos de 13 estados, que contribuirão com seus conhecimentos e diferentes culturas. Eles foram selecionados entre 300 inscritos.

É o caso da costureira Sebastiana de Sousa, de 74 anos, moradora de Campo Grande (MS). Ela faz roupas sob medida em casa e agora está se aventurando pela primeira em uma universidade. “A moda sempre foi a minha paixão, mas não tenho muito tempo. Por isso, optei pelo curso a distância, onde faço os meus horários. Com o Reality vou poder interagir com colegas e compartilhar conhecimento”, diz.

Já para Magnaldo Alves, 41 anos, de Serra Talhada (PE), moda é “arte”. Alves tem um ateliê de vestidos de noiva e festa na cidade. “Por muito tempo fui um autodidata. Agora busquei a universidade para me especializar”, afirma.

Os alunos ficarão confinados durante uma semana (24 a 28 de julho) nos laboratórios de Moda do campus sede da Unicesumar, em Maringá/PR. As atividades diárias acontecerão das 6h30 às 23h. Dentro deste período, os participantes terão horários determinados para café da manhã, almoço, jantar e banho. Diariamente, terão 30 minutos para falar com a família e amigos, o restante do tempo, estarão proibidos de utilizar o celular ou redes sociais. O acesso à internet será limitado apenas para pesquisas referentes às produções dos trabalhos.

Para enfrentar juntos os desafios, os participantes serão divididos em grupos. No primeiro dia, receberão o “grande desafio” e, diariamente, terão metas a serem cumpridas para que consigam atingir o objetivo final. Segundo a coordenadora do curso, Sandra Franchini, a ação será uma experiência única e valiosa. “Os estudantes serão imersos em um universo de conhecimento. Eles terão que desenhar, pesquisar, criar, modelar e costurar. Será uma junção de estudos em uma única problemática. Teremos uma semana de trabalho intenso e muitas surpresas”, ressalta.

A ação contará com uma grande final, onde os trabalhos construídos durante o reality serão julgados por uma banca examinadora composta por professores e profissionais da área. Além do conhecimento adquirido durante esses dias, os três primeiros grupos colocados receberão uma premiação em dinheiro.

O  evento será gravado 24 horas e a transmissão será feita diariamente através do blog da Unicesumar: www.unicesumar.edu.br/blog

ALUNA DE MARABÁ 

A aluna Aristéia da Silva, de Marabá, foi selecionada para o primeiro reality de moda promovido pela UniCesumar, em Maringá.

Costureira há 15 anos, iniciou o curso para aperfeiçoar suas habilidades. É apaixonada por Moda e todos os seus segmentos. Acredita que participar do Reality será uma grande oportunidade de mostrar seu talento e experiência na área, além de adquirir novos conhecimentos. “Estou com muita expectativa e espero grandes desafios, dinamismo e aprendizado”, completa.

Ela ficará uma semana em Maringá participando de várias atividades propostas pela instituição e tem chance de ganhar premiação em dinheiro.

OUTROS PARTICIPANTES

 

1)Sebastiana Sousa, 74 anos (Campo Grande/MS) – Costureira. É a primeira vez que faz um curso universitário.

2) Caio Santana, 24 anos (Manaus/AM) – proprietário de um ateliê de roupa sob medida.

3) Cassandra Soares, 39 anos (São Paulo/SP) – Costureira desde os 14 anos. Está buscando na universidade ampliar os conhecimentos

4) Cleidiane Flores, 38 anos (Salvador/BA) – empresária do ramo da construção civil. Adora moda

5) Eva Zaildivar, 35 anos (Belo Horizonte/MG) – artista plástica, trabalha com restauração de móveis.

6) Ana Maria Pereira, 55 anos (Ubá/MG) – professora aposentada de matemática

7) Priscila Barreto, 37 anos (São Vicente/SP) – digital Influencer

8) Magnaldo Alves, 41 anos (Serra Talhada/PE) – possui um ateliê de vestidos de noiv

 

 

UFOPA emite nota de esclarecimento a respeito dos recursos destinados ao Restaurante Universitário.

O blog recebeu na tarde de hoje (13), da assessoria de comunicação da UFOPA, uma nota de esclarecimento  a respeito de uma matéria publicada na tarde de ontem, sobre o restaurante universitário da instituição, que está com as obras paradas.

Uma das questões levantadas na matéria, foi sobre os recursos liberados e a obra que deveria ser entregue em Março de 2017.

LEIA ABAIXO A NOTA DA UFOPA.

A Pró-Reitoria de Planejamento e Desenvolvimento Institucional e a Superintendência de Infraestrutura da Universidade Federal do Oeste do Pará (Ufopa) esclarecem que os valores orçamentários destinados às obras do Restaurante Universitário (RU) continuam disponíveis para execução, pois foram empenhados e, portanto, não há riscos de perdas destes recursos.

LEIA TAMBÉM: UFOPA: AONDE FOI PARAR OS RECURSOS DO RESTAURANTE UNIVERSITÁRIO QUE ESTÁ COM A OBRA PARADA?

No ano de 2015 e 2016 foram realizados, respectivamente, os empenhos nos valores de R$ 3.176.000,00 e de R$ 2.739.644,73, que perfazem um montante de R$ 5.915.644,73, para a construção do RU. Do montante empenhado, foram pagos à Construtora Meio Norte Ltda., vencedora da licitação, pelas etapas já concluídas, o valor de R$ 1.760.816,32. Há um valor disponível de R$ 4.154.828,41, que serão utilizados na finalização da obra.

As obras, que se iniciaram dia 4 de janeiro de 2016 e teriam a previsão de término em 4 de março de 2017, tiveram que ser interrompidas após o final do contrato entre a Ufopa e a construtora, ocorrido em 14 de abril de 2017, devido à falta de cumprimento de cláusulas do contrato por parte da empresa, o que gerou a inexecução do serviço contratado.

Durante a obra, a empresa Construtora Meio Norte Ltda., com sede no estado do Amapá, enfrentou dificuldades financeiras, o que contribuiu para a inexecução do contrato. No sentido de apurar responsabilidades, está em andamento um processo aberto pela Sinfra em 2017.

Entre diversos problemas gerados, estava o atraso de dois meses do salário e o pagamento da rescisão dos funcionários, tendo a Ufopa que tomar a iniciativa de interceptar o último pagamento para que pudesse repassá-lo diretamente aos funcionários e, desta forma, garantir o pagamento dos salários dos empregados.

Faz-se necessário esclarecer que, para uma empresa ter sua habilitação deferida em um processo licitatório com a administração pública, necessita comprovar capacidade financeira de executar a obra e aportar recursos financeiros que devem cobrir todas as despesas do serviço, uma vez que o pagamento é feito após a execução de cada etapa e de acordo com o que vai sendo entregue. O amparo legal da forma de pagamento posterior ao serviço executado consta, dentre outros normativos, na Lei nº 8.666/93.

No caso do RU, a Ufopa manteve todo o aparato, com fiscal destinado ao acompanhamento do contrato, recursos para empenho; mesmo assim, necessitou interditar a obra pelas ilegalidades que começavam a ser detectadas. Agora, terá que fazer nova licitação, e a previsão para que isso ocorra é o mês de julho de 2017. Se todo procedimento sair dentro do esperado, a expectativa é de que o Restaurante Universitário esteja funcionando ainda no primeiro semestre de 2018.

Santarém, 12 de julho de 2017.

CLODOALDO ANDRADE

Pró-Reitor de Planejamento e Desenvolvimento Institucional

REYNALDO SERRÃO

Superintendente de Infraestrutura

Alunos da UFOPA questionam transparência da reitoria quanto as ações na Universidade

Diante de tantas  especulações  sobre as possíveis mudanças de locais de funcionamento  da Universidade Federal do Oeste do Pará- UFOPA, em  que o ICS,ISCO e ICTA, pró reitorias, órgãos suplementares  e afins, que ficarão  em quatro lugares diferentes, pouco se ouve falar sobre esse assunto  que é  de interesse de todos  (até  porque funcionam  laboratório  de outros Institutos no espaço  em questão),até  o momento  não  ouvi, e muito menos  vi manifestações da parte do Diretório  Central  dos Estudantes-DCE, que diga-se de passagem  é  totalmente  ineficiente, que age somente  em razão  de partidos  políticos(marionetes  do Psol e afins),  causas próprias  que em nada acrescenta  ou melhora na vida dos Universitários. LEIA ABAIXO A PROPOSTA DA DIOCESE DE SANTARÉM, PARA A REITORIA DA UFOPA. 

Diante da falta de transparência  da parte  da Reitoria que diz  ser apenas  boatos, e que foram  apenas  sondagens  de possíveis  locais para a “suposta” mudança.

Diante  da pouca ou nenhuma  movimentação  da parte dos diretores   dos Institutos  em questão, em que estão  esperando o pedido ser oficializado  para que se faça  alguma coisa.

Diante  da “pataquada” que a Universidade  tem se tornado, gostaria de saber quando esse assunto será  debatido, e colocado  como pauta nas reuniões  dos Conselhos que a Universidade possui para que o martelo  seja batido??

“[…]E de repente, promessas não cumpridas se tornaram rotina.” 

P.s: Pelo ofício que  a Diocese enviou à Universidade  é  nítido  que pelo tempo que se dará o contrato  de aluguel, vai demorar para  que tenhamos  as obras  concluídas , que são  promessas de campanha da atual gestão. 

P.s: Pela programação  de reformas, tudo está  sendo realizado  para que a mudança  ocorra ainda em 2017,já  estamos na metade do ano, e nada foi repassado  para a comunidade  acadêmica.

 

Alunos da UFOPA/ Ufopa livre. 

Projeto social beneficia crianças e jovens de Terra Santa, no Pará

Existem várias formas de educação e lazer para atender crianças e jovens, o projeto Esporte na Cidade, referência no estado do Pará, proporciona, através da prática de modalidades esportivas esses pilares nos munícipios de Terra Santa e Porto Trombetas. Ao todo, 600 beneficiados são atendidos nas cidades paraenses. Sendo, 400 em Terra Santa, e 200 em Porto Trombetas.

Em Terra Santa, o Esporte na Cidade é realizado Ginásio Poliesportivo Bráulio Nelson da Conceição e na Escola Municipal Edmara Cunha de Carvalho e conta com o patrocínio da Mineradora Rio do Norte e da Cielo, através da Lei Federal de Incentivo ao Esporte. As aulas de iniciação esportiva no ginásio são realizadas às segundas e quartas-feiras em horários diversos para atender as cinco turmas que treinam no local.

“Os alunos são muito participativos durante as aulas e gostam muito das modalidades e atividades que são ensinadas. No final da aula, os beneficiados já estão ansiosos para o próximo dia de atividades do projeto”, revela o professor Elton, que comanda os jovens durante as aulas e comemora o fato dos beneficiados crescerem como cidadãos dentro do projeto.

“Primeiro, os alunos têm um comportamento muito bom, não tenho nada a reclamar. Mas os mesmos apresentavam dificuldades para entender as atividades propostas pelo professor. Assim, as aulas foram modificadas para atender as necessidades de cada turma. Dessa forma, os alunos foram lapidados e, através da prática do esporte, os beneficiados do projeto evoluíram no respeito e na socialização”, disse.

ESPORTE NA CIDADE

Realizado pela De Peito Aberto, por meio da Lei Federal de Incentivo ao Esporte, o projeto Esporte na Cidade possui núcleos em diversos municípios dos estados de Minas Gerais, Bahia e Pará, com o patrocínio de grandes empresas. O projeto oferece aulas gratuitas de iniciação esportiva e outras modalidades, para crianças entre 7 e 17 anos, no contraturno escolar e sem nenhum custo aos alunos. Toda a metodologia é desenvolvida por um profissional de educação física contratado pelo projeto.

Com mais de seis anos de atividades, o Esporte na Cidade já atendeu mais de dez mil crianças e adolescentes, contribuindo para a formação social dos jovens, por meio de atividades de desporto educacional.

 

Candidatos já podem se inscrever para o Enem 2017

As inscrições para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2017 começaram nesta segunda-feira às 10h e vão até as 23h59 do dia 19 de maio. O candidato deve se inscrever pelo Portal do Participante, dentro do site do Inep.

A taxa de inscrição é de R$ 82 e deve ser paga até o dia 24 de maio. Vale lembrar que o Enem deixou de ser um certificado de conclusão do Ensino Médio. A prova acontece nos dias 5 e 12 de novembro.

Para dar início à inscrição, o estudante deve informar o número do seu CPF e do RG. Também será preciso informar um telefone (pode ser fixo ou celular) e um endereço de e-mail. É pedido que o usuário crie uma pergunta e uma resposta de segurança para caso necessite recuperar a senha.

O valor da taxa de inscrição será de R$ 82 e deve ser paga até às 23h59 do dia 24 de maio em agências bancárias, dos correios, lotéricas ou no Banco do Brasil por meio da Guia de Recolhimento da União (GRU simples). O prazo para o pagamento da taxa não será prorrogado.

ISENÇÃO DA TAXA

Como já havia sido anunciado anteriormente, os cadastrados no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal serão isentos da taxa de inscrição. Ainda segundo o documento, a isenção da taxa de inscrição do Enem é válida para todos os estudantes da rede pública e também para participantes que declararem ser membros de famílias de baixa renda ou estar em situação de vulnerabilidade socioeconômica.

CARTÃO DE CONFIRMAÇÃO

Desde 2015, o MEC suspendeu a entrega do cartão de confirmação do Enem via correio (versão impressa). Para realizar a consulta do seu local de prova, o aluno deve verificar no site oficial do Enem. Vale lembrar que o cartão contém, além do local, o número da inscrição, a data, o horário, a indicação de atendimento especial (se necessário) e opção escolhida para a prova de língua estrangeira. A partir de 2017, o Enem deixa de ser um certificado de conclusão do Ensino Médio.

(DOL)

DECISÃO DO STF: Universidade pública pode cobrar por pós-graduação

UFOPA – Santarém

Universidades públicas poderão cobrar mensalidades em cursos de especialização. Essa foi a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) nesta quarta-feira (26), que votou sobre a polêmica medida.

A permissão para cobrança vale para cursos de pós-graduação lato sensu, como especialização. Cursos stricto sensu, como mestrado e doutorado, continuam com a gratuidade garantida.

A questão tem como base um processo da Universidade Federal de Goiás, que passou a cobrar mensalidade para um curso de especialização da instituição. O Tribunal Regional Federal da 1ª Região considerou a cobrança inconstitucional, mas a universidade defendeu que o curos lato sensu é uma especialização, e não uma pesquisa acadêmica, e portanto não precisa do apoio do Estado.

O caso foi levado ao STF, que considerou, por maioria dos votos, que a cobrança é válida. O ministro Fachin, relator do caso, afirmou que a Constituição brasileira diferencia “ensino” e “pesquisa” de “extensão”, sendo esse terceiro o quesito no qual se encaixa a especialização, e que, portanto, não possui obrigatoriedade de ser gratuito.

(Com informações da Folha de S. Paulo)

 

Prefeitura de Santarém abrirá turmas de Balé e Jazz na grande área do Santarenzinho.

A Prefeitura de Santarém, por meio da Coordenação do Núcleo de Esporte e Lazer (NEL), da Secretaria Municipal de Educação (Semed), abrirá no mês de maio turmas de balé e jazz, na Grande Área do Santarenzinho, voltadas ao atendimento de público infanto-juvenil.  As inscrições iniciam no dia 26 de abril. As aulas estão programadas para começar no dia 16 de maio.

 Quatro turmas de balé e duas de jazz funcionarão do Rio Tapajós Shopping, às segundas, quartas e sextas-feiras. As segundas e quartas, funcionarão as turmas de balé nos seguintes horários: Manhã – 08h30 às 09h30 e 09h30 às 10h30; Tarde – 13h30 às 14h30 e 14h30 às 15h30. As turmas de jazz funcionarão somente às sextas-feiras, de 08h30 às 09h30 e 14h30 às 15h30.

 Na Escola Municipal Ester Ferreira, no Bairro Ipanema, a instituição abriu espaço para funcionamento de turma de balé às terças e quintas-feiras, em horário ainda a ser definido entre a direção e a professora de educação física Cristiane Pessoa, que vai ministrar as aulas de dança.

 Para as turmas de balé, as inscrições estão disponíveis para um público misto de 7 a 16 anos de idade. Já para as turmas de jazz, adolescentes de 14 a 16 anos. No Rio Tapajós Shopping as inscrições serão feitas pela professora Cristiane Pessoa, a partir do dia 26, de 10h às 12h.

 Na Escola Ester Ferreira, as inscrições podem ser feitas também a partir do dia 26, na secretaria do educandário.

 Fiscalização flagra irregularidade em rota do transporte escolar no municipio de Santarém

Pró-Saúde assina convênio para criação de MBA gratuito em Gestão em Saúde no Pará

HRBA gerenciando pela Pró-Saúde

Os gestores da saúde pública do Pará agora têm uma opção para aperfeiçoar seus conhecimentos na área. A Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar, em parceria com a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa) e a Universidade do Estado do Pará (Uepa), assinaram convênio esta semana, em Belém (PA), para a criação do MBA Executivo em Administração com ênfase em Gestão Estratégica em Saúde.

O curso é o primeiro MBA gratuito na área de saúde a ser implantado no Pará. Com duração de 18 meses, o programa é destinado a profissionais que exercem cargos de liderança e planejamento nas entidades de saúde pública e hospitalares vinculadas à Sespa. A missão é formar e desenvolver o senso crítico dos profissionais que atuam na gestão de serviços e sistemas de saúde. Durante o curso, os gestores vão conhecer cases de outra organizações de saúde, que poderão transformar as práticas e realidades das unidades geridas por eles.

“Temos o compromisso de desenvolver a área da saúde, por isso, atuamos em prol da educação em saúde e, assim, colaboramos para fomentar uma rede pública eficiente”, comentou o diretor de Desenvolvimento da Pró-Saúde, Danilo Oliveira da Silva. “A entidade, que tem como uma de suas premissas investir na qualificação de seus colaboradores para garantir um atendimento de qualidade, também busca ampliar sua atuação, contribuindo na capacitação dos profissionais da rede pública do Estado do Pará.” destacou.

São ofertadas 40 vagas, com estimativa de 25 para o quadro de gestores da Sespa, cinco da Uepa e dez da Pró-Saúde. Ao final do curso, o candidato deverá apresentar um trabalho de conclusão, que obedecerá às mesmas normas de apresentação exigidas pelo Conselho Universitário da Uepa. A troca entre alunos e professores visa fortalecer competências consideradas fundamentais aos gestores, como liderança, visão sistêmica e de longo prazo, preparando-os, inclusive, para que se comuniquem de modo eficaz, com responsabilidade e ética social.

O convênio foi assinado pelo diretor Operacional da Pró-Saúde no Pará, Paulo Czrnhak, pelo secretário de Saúde Pública do Estado, Vitor Mateus, e pelo reitor da Uepa, Juarez Antônio Simões Quaresma.

O professor Juarez Antônio Simões Quaresma destacou o êxito da parceria com a Uepa em projetos como o da residência médica no Hospital Regional do Baixo Amazonas (HRBA), em Santarém (PA). “Se não fosse o apoio do HRBA, não teríamos o sucesso que temos em Santarém. Hoje, temos mais residência médica em Santarém do que em Belém”, revelou.

Paulo Czrnhak, diretor Operacional, lembrou que a Pró-Saúde teve oportunidade de viabilizar o MBA com outras universidades. “A Uepa é nossa parceira em dois hospitais e é uma instituição que está sempre em nossas relações no que tange saúde e educação. Agora, ela caminha conosco nesse desafio e acreditamos que será um sucesso”, afirmou. “É um dever da Pró-Saúde compartilhar conhecimento para que a curto e médio prazos tenhamos um padrão de gestão assistencial no nosso Estado. Com isso, quem ganha é a razão da nossa existência, que é a comunidade”, acrescentou.

O secretário Vitor Mateus informou que o processo seletivo para o MBA será iniciado ainda no mês de abril em data a ser divulgada posteriormente. “Nossa ideia é que a aula inaugural seja em maio e tenha a presença do governador Simão Jatene”, disse.

Seleção de currículos

Os profissionais interessados serão submetidos a um processo seletivo que analisa o currículo e a atuação por, no mínimo, três anos em cargos de liderança ou planejamento. O processo seletivo será iniciado no mês de abril em data a ser divulgada posteriormente. A previsão é que as aulas iniciem em maio.

O candidato também apresentará documentos, como o histórico escolar e o diploma de graduação, além de uma carta de intenção, na qual deve expor os motivos que o levaram a cursar o MBA. O futuro aluno deverá, ainda, mostrar na carta seus objetivos em relação ao curso, além de se comprometer com a participação efetiva nas aulas.

A seleção acontecerá em duas etapas que englobam avaliação da documentação por uma comissão de profissionais da Pró-Saúde, Sespa e Uepa. Na segunda etapa, os candidatos convocados serão submetidos a uma entrevista pessoal com a coordenação geral.

Caso o pretendente esteja fora de Belém, a entrevista será feita via Skype. Neste caso, o candidato deve solicitar a entrevista virtual formalmente durante a inscrição. Nesse momento, o futuro aluno informa seu endereço eletrônico e o endereço de Skype.

O currículo documentado tem maior peso na seleção, com quatro pontos. Já com a carta de intenção, o candidato pode obter três pontos. A compatibilidade da área de formação do curso e o objetivo garantem dois pontos e a entrevista pessoal, um.

A estrutura curricular do MBA conta com 18 disciplinas, incluindo Metodologia de Pesquisa, cujas aulas serão presenciais e em formato de Educação a Distância (EAD). No total, são 720 horas de curso, divididas em 360 horas em formato a distância e outras 360 presenciais.

O MBA em Gestão em Saúde é coordenado pelo médico e professor Juarez Antônio Simões Quaresma. Atual reitor da Uepa, o professor possui doutorado em Patologia pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP). Também é professor associado licenciado da Universidade Federal do Pará (UFPA) e pesquisador colaborador do Instituto Evandro Chagas em projetos de pesquisa da seção de Arbovirologia e Febres Hemorrágicas.

 

Pró-Saúde

CURSO TÉCNICO: Ministério do Turismo vai abrir vagas para cursos gratuitos no Pará

O Ministério do Turismo anunciou que irá abrir mais de 1,5 mil vagas na Região Norte para o MedioTec, nova modalidade do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) voltada para a formação de técnicos de nível médio da rede pública de ensino. No Pará, 11 municípios deverão receber os cursos, que serão realizados junto à grade curricular do ensino médio básico.

Segundo o ministério, o as vagas serão abertas em Altamira, Barcarena, Belém, Bragança, Itaituba, Marabá, Oriximiná, Paragominas, Salinópolis, Santarém e Xinguara. Além do Pará, os Estados do Acre, Amazonas, Amapá, Roraima e Tocantis também irão abrirão vagas para os cursos.

Ao todo, o Ministério do Turismo abrirá 10 mil vagas para 172 municípios de 18 estados. As vagas são para a formação de técnico em agenciamento de viagens, cozinha, eventos, guia de turismo, hospedagem, lazer, restaurante e bar nos eixos turismo, hospitalidade e lazer, voltado para estudantes que estejam preferencialmente cursando o 2º ano do ensino médio. O jovem terá aulas sobre processos de recepção, viagens, eventos, gastronomia, serviços de alimentação e bebidas e entretenimento.

A previsão é que as aulas comecem em agosto de 2017. Os cursos são presenciais, em horários diferentes dos cursos regulares do ensino médio, e serão ministrados por entidades cadastradas pelo Ministério da Educação. Além dos cursos voltados para turismo, o projeto MedioTec também ofertará cursos técnicos profissionalizantes em outras áreas, como cultura e agricultura.

(Com informações do Ministério do Turismo)

ESTÁGIO DIREITO: Caixa abre inscrição para estágio até 31 de março

Estão abertas até o dia 31 de março, as inscrições para o programa de estágio da Caixa Econômica para o curso de Direito. O candidato deve estar cursando do 7º ao 9º.

Inscreva-se aqui

A bolsa auxílio é de R$ 1.000 (mensal), mais auxílio transporte de R$ 130. A jornada de trabalho é de 5h/dia e 25h semanais.

A lista de espera será ordenada por data de inscrição e horário. Só poderão participar da lista de espera os candidatos que não constem na lista de classificação (aprovados ou reprovados) do processo seletivo vigente.

O candidato, no momento da contratação deverá ter condição de realizar estágio de, no mínimo, um semestre letivo. O convocado fará uma prova on-line e não poderá alterar a opção de local de estágio durante todo o processo.

Do Diário Online

Hoje iniciou as atividades do ‘anexo escolar’ do Residencial Salvação

A manhã desta quinta-feira (2) foi de festa para moradores do Residencial Salvação que não haviam conseguido vagas nas escolas que funcionam nos bairros do entorno. O motivo da comemoração foi o início das atividades letivas do anexo da Escola Aldo Ferreira Campos, localizado na Rua Caneleiro, que foi equipado pela Prefeitura de Santarém para atender 318 alunos divididos em: educação infantil, 1º ao 5º ano do ensino fundamental, e Educação de Jovens e Adultos (EJA).

Para José Ribamar Soares, morador do Residencial, que antes tinha que levar os filhos para estudar em outros bairros, muitas vezes sem ter o dinheiro para pagar a condução, a abertura do anexo é um alento. “A Caixa fez o sorteio das famílias, colocou a gente pra morar aqui, mas a gente passou muita dificuldade. Teve dias da minha família comer só o feijão branco para pagar transporte para os meus filhos chegarem até a escola. São seis filhos, três filhos no Eilah Gentil e três no São Felipe. Tinha de desembolsar a passagem para não atrasar o estudo das crianças. Então, hoje é um dia de alegria para nós pais, porque as nossas crianças vão poder estudar perto de casa”, agradeceu.

No anexo do Residencial, José Ribamar acompanhou os filhos Raquel, Lucas, Marcilene e Vitória para conhecer as salas onde vão estudar, já que nesse primeiro dia, a atividade foi voltada à apresentação do espaço e acolhimento das famílias.

Para o prefeito Nélio Aguiar, que esteve prestigiando a abertura do anexo, possibilitar que as crianças possam estudar perto de suas famílias é um sonho que começa a se materializar. “O que nós queremos é entregar para essa comunidade uma escola e uma creche no padrão MEC. Mas, devido à necessidade do início das aulas e do problema das crianças terem que estudar em escolas de bairros distantes, porque as do entorno não atendiam toda a demanda, nós decidimos adequar esse espaço para dar oportunidade das crianças estudarem no Residencial Salvação. E ver a felicidade das famílias ao receber esse anexo, nos anima e motiva a batalhar por uma estrutura melhor”, declarou.

O projeto do Residencial Salvação do programa federal “Minha Casa, Minha Vida”, localizado na Avenida Fernando Guilhon, tem 3.081 casas e foi entregue aos beneficiados em maio de 2016 sem equipamentos públicos. A gestão do residencial ainda não foi repassada à Prefeitura de Santarém, sendo ainda de responsabilidade da empresa construtora.

Escola e creche

De acordo com o prefeito Nélio, o Município está buscando os recursos para construir uma escola municipal e uma creche no Residencial. “Já conversamos com a secretária nacional de Habitação, e o recurso para a construção de uma escola e uma creche está garantido. Estamos esperando a liberação via Ministério das Cidades para a gente lançar o processo de licitação e dar início às obras. Esperamos que isso aconteça ainda nesse ano”, frisou.

Transporte escolar

Durante o evento de abertura das atividades do anexo, a secretária municipal de Educação Marluce Pinho informou aos moradores que a partir de segunda-feira (6), três ônibus voltarão a fazer o transporte escolar dos alunos que estudam nas escolas do entorno. O transporte será bancado com recursos do Tesouro Municipal. “Atravessar as ruas é muito complicado para as nossas crianças, por isso, nós vamos garantir o transporte escolar para aquelas que não puderam ser atendidas pelo nosso anexo”, assegurou.

Adiado início das aulas no residencial salvação

As aulas do anexo da Escola Municipal Aldo Ferreira Lima, no Residencial Salvação, que estavam programadas para iniciar nesta segunda-feira (20), só vão começar no dia 02 de março, mesma data de início das atividades das Unidades de Educação Infantil – UMEIs.

Houve atraso na entrega do mobiliário para o anexo, por isso a Prefeitura de Santarém achou por bem adiar o início das aulas, a fim de abrir o espaço quando ele estiver devidamente equipado para atender as crianças com conforto.

O anexo que conta com cinco salas de aula atenderá 314 alunos, divididos nos turnos matutino e vespertino. Pela manhã, duas turmas de Pré-I, uma turma de Pré-II e duas de 1º ano. À tarde, serão duas turmas de 2º ano, uma de 3º ano, uma de 4º e uma de 5º ano.

Sílvia Vieira – Assessora de imprensa – Semed