Arquivo da categoria: Educação

Professores da rede estadual de ensino entram em greve amanhã (14)

Após realizar Assembleia na tarde de segunda-feira (11), na sede da 5ª Unidade Regional de Ensino (5ªURE), a maioria dos professores presentes decidiram por movimento de greve.

De acordo com o Coordenador do Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Pará (Sintepp/Santarém), professor Marcelo  de Lima Lopes, o movimento grevista irá começar a partir de amanhã (14).

Entre as principais demandas, estão as questões relacionadas a reforma das escolas, PDDE nas escolas e PCCR unificado. Os professores também são contra a implementação da chamada ‘lei da mordaça’.

 

Do Jornal O Impacto

Sem cadeira, aluno senta em lixeira para assistir aula em escola pública de Santarém

A falta de cadeiras em algumas escolas da rede pública municipal de Santarém, no oeste do Pará tem tirado o sossego de alunos que precisam estudar. Uma foto que circula nas redes sociais há pelo menos uma semana, mostra um estudante que precisou sentar na lixeira da sala para poder participar da aula.

O registro, feito na escola municipal Padre João Felipe Bettendorf, no bairro Elcione Barbalho, já levantou debates e chamou a atenção de muita gente. A Secretaria de Educação (Semed) informou que trabalha na abertura de um processo administrativo para a compra de cadeiras e mesas para as escolas.

De acordo com direção, o número de alunos na escola Padre João Felipe Bettendorf passou de 600 para 890 em 2017. Só no turno da tarde são 450 alunos para 250 cadeiras disponíveis. A escola não esperava receber tantos estudantes de uma única vez. Os alunos precisam se virar, ir de sala em sala em busca de cadeira, e nem sempre conseguem.

A estudante Valéria Azevedo é da mesma turma do estudante que usou a lixeira para sentar. Ela disse que até a cadeira do professor é cedida aos alunos. “Quando ele chegou não tinha mais nenhuma cadeira. A mesa estava quebrada. A única coisa foi pegar a lixeira e virar ao contrário para poder estudar, senão”, disse.

Por G1 Santarém

Servidora que foi denunciada por maus tratos a crianças é exonerada

A Secretaria Municipal de Educação (Semed) torna público que a professora Vera Lúcia da Costa Ferreira, que desempenhava suas funções no Centro Municipal de Educação Infantil da Matinha, foi exonerada. 

LEIA TAMBÉM: FUNCIONÁRIA DE CRECHE É DENUNCIADA POR MAUS-TRATOS A CRIANÇAS EM SANTARÉM

Após denúncia formalizada pela Ufopa junto à Secretaria, a professora que pertencia ao quadro de servidores temporários foi imediatamente afastada da sala de aula e, após avaliação técnica, a gestão decidiu pelo desligamento. 

A partir desta data, Vera Lúcia da Costa Ferreira não integra mais o quadro de servidores da Prefeitura de Santarém.  

Quantos aos demais servidores do Cemei Matinha, que haviam sido remanejados para outras unidades da educação infantil, estes retornam à unidade de origem. 

 

 Assessoria de comunicação/ Semed

 

Funcionária de creche é denunciada por maus-tratos a crianças em Santarém

Cemei da Matinha. (Foto: Reginaldo Balieiro/TV Tapajós)

A conduta de uma funcionária do Centro de Educação Municipal de Educação Infantil (Cemei) do bairro Matinha está sendo investigada pela Secretaria Municipal de Educação (Semed) de Santarém, oeste do Pará. De acordo com denúncias, a professora é suspeita de maus tratos a crianças que são atendidas na instituição.

De acordo com relatos de uma mãe, que prefere não ser identificada, a filha chegou em casa relatando ter sido agredida pela professora. No dia 18 de agosto, representantes da Universidade Federal do Oeste do Pará (Ufopa) também registraram denúncia na Semed após estagiários do curso de Pedagogia terem presenciado as condutas da professora.

Segundo as denúncias, a professora agia de forma severa com as crianças, chegando a impedi-las de irem ao banheiro e até mesmo de tomarem água. Nesta sexta-feira (25) a funcionária denunciada foi transferida para outra escola. “O que ela fez com as crianças, não era para ela estar em nenhuma unidade”, contou uma das mães.

Um grupo de mães foi até o Cemei protestar, pois além da professora investigada, outras educadoras foram transferidas para outras instituições. As mães afirmam que não há reclamações quanto aos outros funcionários, que eram queridos pelos alunos da instituição. “Os outros funcionários que foram transferidos não têm nada a ver com essas denúncias, não temos reclamações quanto aos outros, eles não têm que pagar por um erro dessa professora. Nossos filhos já estavam adaptados com eles. Até o vigia foi transferido”, contou a mãe.

Em nota, a Prefeitura de Santarém, por meio da Secretaria Municipal de Educação (Semed) informou que está ciente dos problemas ocorridos no Centro Municipal de Educação Infantil (Cemei) do bairro da Matinha e está tomando as providências administrativas necessárias no sentido de garantir o pleno atendimento do seu público-alvo, que são crianças de 2 a 4 anos de idade. Inicialmente, a servidora denunciada foi remanejada para a secretaria de uma unidade escolar da rede municipal no bairro do Santarenzinho, enquanto a Semed apura as denúncias.

ProPaz abre edital para contratação temporária em Belém e outras 5 cidades

A Fundação Pro Paz vai realizar Processo Seletivo Simplificado (PSS) para contratação de 32 profissionais em funções temporárias de nível superior. A seleção disponibiliza vagas para os municípios de Belém, Santarém, Marabá, Tucuruí, Altamira e Breves.

As vagas são distribuídas entre os seguintes cargos de nível superior: Técnico de Administração e Finanças (Administração), Técnico em Gestão Social (Psicologia), Técnico em Gestão Social (Serviço Social) e Técnico em Gestão Social (Pedagogia). O prazo para inscrição vai do dia 22 de agosto até as 23h59 do dia 23, exclusivamente pela internet.

O salário base para todos os cargos ofertados é de R$ 1.515,30 mais gratificações e auxílios, para carga horária de 30 horas semanais. A seleção dos inscritos será feita por meio de análise documental e curricular, de caráter eliminatório e classificatório, e entrevista pessoal, também de caráter eliminatório e classificatório. A análise será feita entre os dias 24 e 29 de agosto, enquanto as entrevistas estão programadas para o período de 4 a 8 de setembro.

O resultado final será divulgado no dia 18 de setembro, no Diário Oficial do Estado e também no site da Fundação Pro Paz.

 

Do DOL

Aula inaugural marca início dos cursos técnicos da Escola Tecnológica de Santarém

Alunos, professores, técnicos e a direção da Escola Estadual Tecnológica de Santarém, no oeste do Pará, participaram na manhã desta segunda feira (14) da aula inaugural que marcou o início do funcionamento dos cursos técnicos nas áreas de meio ambiente, informática e logística. São três turmas no turnos da manhã e tarde e seis turmas à noite, totalizando 480 alunos. As aulas começam efetivamente na quarta-feira (16), às 7h30.

A expectativa dos alunos é enorme, pois a grande maioria terá contato pela primeira vez com o ensino técnico, 100% gratuito, oferecido pela Secretaria de Estado de Educação (Seduc). Segundo a diretora da Escola Tecnológica, Luciana Souza, os estudantes dos cursos técnicos estão lotados nas modalidades subsequente e concomitante, aqueles que alternam o ensino regular (fundamental e médio) com o ensino técnico.

“É um novo caminho para esses alunos. Oferecemos todo o nosso aparato de professores, de coordenação, de material para levar a melhor educação possível a eles”, explica a diretora. Durante a aula inaugural, os alunos tiveram contato com a grade curricular dos cursos. Para muitos, uma grande novidade. “Aqui os alunos terão contato com diferentes disciplinas. No curso técnico de meio ambiente, por exemplo, terão contato com a disciplina de agroecologia. No curso técnico em informática vão aprender sobre redes de dados e programação, e em logística conhecerão mais sobre ética e legislação da logística”.

Depois de ter sido aprovado no processo seletivo da Seduc, Gabriel Monteiro, 16 anos, estudante do segundo ano do ensino médio da Escola Estadual de Ensino Médio Álvaro Adolfo da Silveira, se prepara para iniciar as atividades no curso técnico em informática. Para ele, essa é uma excelente oportunidade para entrar no mercado de trabalho com a qualificação adequada. “Um curso técnico no currículo tem muito peso. Quem sabe eu me aprofunde na área, porque sempre gostei de informática, principalmente programação de redes e celulares”, disse.

A Escola Tecnológica de Santarém foi inaugurada no último dia 10 de junho. As atividades foram iniciadas dois dias depois, com os cursos de formação continuada. O espaço está localizado na Avenida Fernando Guilhon, na grande área do Santarenzinho, no entroncamento que dá acesso ao Aeroporto de Santarém, e a Vila Balneária de Alter do Chão.

Padrão, a escola tem seis mil metros quadrados de área construída, tem oito laboratórios, 12 salas de aula, biblioteca, auditório para 200 pessoas, quadra poliesportiva coberta, refeitório, banheiros (incluindo para pessoas com deficiência), sala de professores, secretaria, diretoria, cozinha, estacionamento e pátio interno.

 

Por Samuel Alvarenga

 

Houve pouca procura na 1ª chamada para os cursos da Escola Tecnológica de Santarém

Muitos estudantes ficaram de fora da primeira chamada para os cursos da Escola Tecnológica de Santarém.

Parece que os estudantes não estão muito interessados em “estudar de graça”. 

As vagas que estão sendo oferecidas são para as modalidades subsequente e concomitante.

A modalidade subsequente atende aos candidatos que concluíram o ensino médio regular e desejam se qualificar em uma área específica para ingressar no mercado formal de trabalho. Os cursos subsequentes têm duração de dois anos e estão divididos em quatro etapas, incluindo estágio curricular.

A modalidade concomitante é oferecida aos alunos regularmente matriculados na rede estadual, que estejam cursando o segundo ou terceiro ano do ensino médio. Os cursos têm duração de dois anos, abordam somente disciplinas específicas e são divididos em quatro etapas, com estágio curricular.

O resultado da segunda chamada está previsto para o dia 8 de agosto, e o período de confirmação, de 8 a 11. O início das aulas está previsto para o dia 14. 

INSCRIÇÃO.  

Para a inscrição os candidatos devem apresentar comprovante de residência, RG e CPF. Os alunos da rede estadual devem ainda apresentar declaração da escola, nos horários de 8h às 11h e de 14h às 17h.  

O local para realização do procedimento e na Escola Tecnológica que fica no cruzamento das rodovias Fernando Guilhon (que dá acesso ao aeroporto) e Everaldo Martins (que dá acesso à vila de Alter do Chão).

Três grupos políticos se articulam para lançar seus candidatos para a eleição de reitor da UFOPA

Nos próximos meses irá começar o período de campanha para a eleição do novo reitor da UFOPA,

Três grupos políticos se articulam para lançar seus candidatos.

O PT trabalha na reeleição da atual reitora, Raimunda Monteiro.

Professora Raimunda Monteiro, que busca a reeleição.  

O PSOL deve lançar o Professor Valdomiro Sousa.

Professor Valdomiro Sousa

O PODEMOS, que tem como seu líder maior o Deputado Federal Chapadinha, deve lançar para candidato o Professor Jarsen Guimarães.

Professor Jarsen Guimarães

O novo reitor vai trabalhar com um orçamento de mais de 150 milhões de reais. Neste montante estão incluídos encargos diversos, tais como pagamento de salários de professores e técnicos-administrativos, além de despesas em geral e investimentos necessários para viabilizar programas e projetos.

A disputa eleitoral promete ser acirrada entre os 3 grupos políticos. 

 

 

 

ATENÇÃO: Ministério Público de Santarém abre inscrições para cadastro de estágio em Direito

Estão abertas a partir desta segunda-feira (24), até 2 de agosto, as inscrições para o cadastro  excepcional de estagiários do curso de Direito para o Ministério Público do Estado do Pará em Santarém (Região Administrativa do Baixo Amazonas).

As inscrições podem ser feitas exclusivamente por intermédio do link “ESTÁGIO – INSCRIÇÃO”, no endereço eletrônico do Ministério Público do Estado do Pará (www.mppa.mp.br).

As inscrições são gratuitas e vão gerar uma lista de cadastro de reserva dos que estarão habilitados a participar dos processos de seleção para as vagas disponíveis nas promotorias de justiça de Santarém. Podem se inscrever alunos de Direito da Ufopa e Unama (conveniadas com o MP), de acordo com os termos do Edital. O cadastro será ordenado de acordo com a média geral dos candidatos cujas inscrições forem consideradas válidas. Ocorrendo a abertura de vagas, a seleção será a partir da análise curricular, redação e entrevista.

Antes de efetuar a inscrição, o candidato deverá conhecer o Edital e certificar-se de que preenche todos os requisitos exigidos. Uma vez finalizadas as inscrições, não será permitida sua alteração, no que diz respeito aos dados informados e documentos anexados.

O candidato que deixar de anexar a documentação exigida no ato de inscrição on-line terá sua inscrição invalidada.

A jornada de estágio é de quatro horas diárias e 24 horas semanais, compatíveis com o horário escolar e de expediente do Ministério Público Estadual. O valor atual da bolsa de estágio é de R$ 645,50 (seiscentos e quarenta e cinco reais e cinquenta centavos) e do auxílio-transporte, de 105,60 (cento e cinco reais e sessenta centavos).

São requisitos para a inscrição: estar regularmente matriculado e frequentando os 3  últimos anos, ou semestre equivalente, em instituição de ensino superior conveniada com o MPPA; do ato de inscrição deverá constar a média geral ou o coeficiente de rendimento total do candidato, comprovado por meio do histórico ou documento que contenha expressamente tal informação.  O preenchimento da média geral, que não poderá ser inferior a 7, e do semestre, é de responsabilidade do aluno, condicionado à confirmação por documento fornecido pela instituição de ensino superior e anexado no ato de inscrição.

Encerrado o prazo de inscrição, os documentos dos candidatos serão analisados, sendo publicada a relação nominal das inscrições validadas no portal do Ministério Público do Estado do Pará (www.mppa.mp.br).

Acesse aqui o Edital: AQUI.

Lila Bemerguy- Ascom MPPA

Aluna do Pará é selecionada para reality show de moda no sul do país

Aristéia da Silva moradora de Marabá

Eles estão vindo de longe – Serra Talhada, Sinop, Ubá, Manaus, Marabá, Porto Velho. Ao todo 30 estudantes do curso de Design de Moda da educação a distância da Unicesumar aceitaram o desafio de participar do Fashion Reality – primeiro reality show promovido pela instituição. Entre os selecionados, estão acadêmicos de 13 estados, que contribuirão com seus conhecimentos e diferentes culturas. Eles foram selecionados entre 300 inscritos.

É o caso da costureira Sebastiana de Sousa, de 74 anos, moradora de Campo Grande (MS). Ela faz roupas sob medida em casa e agora está se aventurando pela primeira em uma universidade. “A moda sempre foi a minha paixão, mas não tenho muito tempo. Por isso, optei pelo curso a distância, onde faço os meus horários. Com o Reality vou poder interagir com colegas e compartilhar conhecimento”, diz.

Já para Magnaldo Alves, 41 anos, de Serra Talhada (PE), moda é “arte”. Alves tem um ateliê de vestidos de noiva e festa na cidade. “Por muito tempo fui um autodidata. Agora busquei a universidade para me especializar”, afirma.

Os alunos ficarão confinados durante uma semana (24 a 28 de julho) nos laboratórios de Moda do campus sede da Unicesumar, em Maringá/PR. As atividades diárias acontecerão das 6h30 às 23h. Dentro deste período, os participantes terão horários determinados para café da manhã, almoço, jantar e banho. Diariamente, terão 30 minutos para falar com a família e amigos, o restante do tempo, estarão proibidos de utilizar o celular ou redes sociais. O acesso à internet será limitado apenas para pesquisas referentes às produções dos trabalhos.

Para enfrentar juntos os desafios, os participantes serão divididos em grupos. No primeiro dia, receberão o “grande desafio” e, diariamente, terão metas a serem cumpridas para que consigam atingir o objetivo final. Segundo a coordenadora do curso, Sandra Franchini, a ação será uma experiência única e valiosa. “Os estudantes serão imersos em um universo de conhecimento. Eles terão que desenhar, pesquisar, criar, modelar e costurar. Será uma junção de estudos em uma única problemática. Teremos uma semana de trabalho intenso e muitas surpresas”, ressalta.

A ação contará com uma grande final, onde os trabalhos construídos durante o reality serão julgados por uma banca examinadora composta por professores e profissionais da área. Além do conhecimento adquirido durante esses dias, os três primeiros grupos colocados receberão uma premiação em dinheiro.

O  evento será gravado 24 horas e a transmissão será feita diariamente através do blog da Unicesumar: www.unicesumar.edu.br/blog

ALUNA DE MARABÁ 

A aluna Aristéia da Silva, de Marabá, foi selecionada para o primeiro reality de moda promovido pela UniCesumar, em Maringá.

Costureira há 15 anos, iniciou o curso para aperfeiçoar suas habilidades. É apaixonada por Moda e todos os seus segmentos. Acredita que participar do Reality será uma grande oportunidade de mostrar seu talento e experiência na área, além de adquirir novos conhecimentos. “Estou com muita expectativa e espero grandes desafios, dinamismo e aprendizado”, completa.

Ela ficará uma semana em Maringá participando de várias atividades propostas pela instituição e tem chance de ganhar premiação em dinheiro.

OUTROS PARTICIPANTES

 

1)Sebastiana Sousa, 74 anos (Campo Grande/MS) – Costureira. É a primeira vez que faz um curso universitário.

2) Caio Santana, 24 anos (Manaus/AM) – proprietário de um ateliê de roupa sob medida.

3) Cassandra Soares, 39 anos (São Paulo/SP) – Costureira desde os 14 anos. Está buscando na universidade ampliar os conhecimentos

4) Cleidiane Flores, 38 anos (Salvador/BA) – empresária do ramo da construção civil. Adora moda

5) Eva Zaildivar, 35 anos (Belo Horizonte/MG) – artista plástica, trabalha com restauração de móveis.

6) Ana Maria Pereira, 55 anos (Ubá/MG) – professora aposentada de matemática

7) Priscila Barreto, 37 anos (São Vicente/SP) – digital Influencer

8) Magnaldo Alves, 41 anos (Serra Talhada/PE) – possui um ateliê de vestidos de noiv

 

 

UFOPA emite nota de esclarecimento a respeito dos recursos destinados ao Restaurante Universitário.

O blog recebeu na tarde de hoje (13), da assessoria de comunicação da UFOPA, uma nota de esclarecimento  a respeito de uma matéria publicada na tarde de ontem, sobre o restaurante universitário da instituição, que está com as obras paradas.

Uma das questões levantadas na matéria, foi sobre os recursos liberados e a obra que deveria ser entregue em Março de 2017.

LEIA ABAIXO A NOTA DA UFOPA.

A Pró-Reitoria de Planejamento e Desenvolvimento Institucional e a Superintendência de Infraestrutura da Universidade Federal do Oeste do Pará (Ufopa) esclarecem que os valores orçamentários destinados às obras do Restaurante Universitário (RU) continuam disponíveis para execução, pois foram empenhados e, portanto, não há riscos de perdas destes recursos.

LEIA TAMBÉM: UFOPA: AONDE FOI PARAR OS RECURSOS DO RESTAURANTE UNIVERSITÁRIO QUE ESTÁ COM A OBRA PARADA?

No ano de 2015 e 2016 foram realizados, respectivamente, os empenhos nos valores de R$ 3.176.000,00 e de R$ 2.739.644,73, que perfazem um montante de R$ 5.915.644,73, para a construção do RU. Do montante empenhado, foram pagos à Construtora Meio Norte Ltda., vencedora da licitação, pelas etapas já concluídas, o valor de R$ 1.760.816,32. Há um valor disponível de R$ 4.154.828,41, que serão utilizados na finalização da obra.

As obras, que se iniciaram dia 4 de janeiro de 2016 e teriam a previsão de término em 4 de março de 2017, tiveram que ser interrompidas após o final do contrato entre a Ufopa e a construtora, ocorrido em 14 de abril de 2017, devido à falta de cumprimento de cláusulas do contrato por parte da empresa, o que gerou a inexecução do serviço contratado.

Durante a obra, a empresa Construtora Meio Norte Ltda., com sede no estado do Amapá, enfrentou dificuldades financeiras, o que contribuiu para a inexecução do contrato. No sentido de apurar responsabilidades, está em andamento um processo aberto pela Sinfra em 2017.

Entre diversos problemas gerados, estava o atraso de dois meses do salário e o pagamento da rescisão dos funcionários, tendo a Ufopa que tomar a iniciativa de interceptar o último pagamento para que pudesse repassá-lo diretamente aos funcionários e, desta forma, garantir o pagamento dos salários dos empregados.

Faz-se necessário esclarecer que, para uma empresa ter sua habilitação deferida em um processo licitatório com a administração pública, necessita comprovar capacidade financeira de executar a obra e aportar recursos financeiros que devem cobrir todas as despesas do serviço, uma vez que o pagamento é feito após a execução de cada etapa e de acordo com o que vai sendo entregue. O amparo legal da forma de pagamento posterior ao serviço executado consta, dentre outros normativos, na Lei nº 8.666/93.

No caso do RU, a Ufopa manteve todo o aparato, com fiscal destinado ao acompanhamento do contrato, recursos para empenho; mesmo assim, necessitou interditar a obra pelas ilegalidades que começavam a ser detectadas. Agora, terá que fazer nova licitação, e a previsão para que isso ocorra é o mês de julho de 2017. Se todo procedimento sair dentro do esperado, a expectativa é de que o Restaurante Universitário esteja funcionando ainda no primeiro semestre de 2018.

Santarém, 12 de julho de 2017.

CLODOALDO ANDRADE

Pró-Reitor de Planejamento e Desenvolvimento Institucional

REYNALDO SERRÃO

Superintendente de Infraestrutura

Alunos da UFOPA questionam transparência da reitoria quanto as ações na Universidade

Diante de tantas  especulações  sobre as possíveis mudanças de locais de funcionamento  da Universidade Federal do Oeste do Pará- UFOPA, em  que o ICS,ISCO e ICTA, pró reitorias, órgãos suplementares  e afins, que ficarão  em quatro lugares diferentes, pouco se ouve falar sobre esse assunto  que é  de interesse de todos  (até  porque funcionam  laboratório  de outros Institutos no espaço  em questão),até  o momento  não  ouvi, e muito menos  vi manifestações da parte do Diretório  Central  dos Estudantes-DCE, que diga-se de passagem  é  totalmente  ineficiente, que age somente  em razão  de partidos  políticos(marionetes  do Psol e afins),  causas próprias  que em nada acrescenta  ou melhora na vida dos Universitários. LEIA ABAIXO A PROPOSTA DA DIOCESE DE SANTARÉM, PARA A REITORIA DA UFOPA. 

Diante da falta de transparência  da parte  da Reitoria que diz  ser apenas  boatos, e que foram  apenas  sondagens  de possíveis  locais para a “suposta” mudança.

Diante  da pouca ou nenhuma  movimentação  da parte dos diretores   dos Institutos  em questão, em que estão  esperando o pedido ser oficializado  para que se faça  alguma coisa.

Diante  da “pataquada” que a Universidade  tem se tornado, gostaria de saber quando esse assunto será  debatido, e colocado  como pauta nas reuniões  dos Conselhos que a Universidade possui para que o martelo  seja batido??

“[…]E de repente, promessas não cumpridas se tornaram rotina.” 

P.s: Pelo ofício que  a Diocese enviou à Universidade  é  nítido  que pelo tempo que se dará o contrato  de aluguel, vai demorar para  que tenhamos  as obras  concluídas , que são  promessas de campanha da atual gestão. 

P.s: Pela programação  de reformas, tudo está  sendo realizado  para que a mudança  ocorra ainda em 2017,já  estamos na metade do ano, e nada foi repassado  para a comunidade  acadêmica.

 

Alunos da UFOPA/ Ufopa livre. 

Projeto social beneficia crianças e jovens de Terra Santa, no Pará

Existem várias formas de educação e lazer para atender crianças e jovens, o projeto Esporte na Cidade, referência no estado do Pará, proporciona, através da prática de modalidades esportivas esses pilares nos munícipios de Terra Santa e Porto Trombetas. Ao todo, 600 beneficiados são atendidos nas cidades paraenses. Sendo, 400 em Terra Santa, e 200 em Porto Trombetas.

Em Terra Santa, o Esporte na Cidade é realizado Ginásio Poliesportivo Bráulio Nelson da Conceição e na Escola Municipal Edmara Cunha de Carvalho e conta com o patrocínio da Mineradora Rio do Norte e da Cielo, através da Lei Federal de Incentivo ao Esporte. As aulas de iniciação esportiva no ginásio são realizadas às segundas e quartas-feiras em horários diversos para atender as cinco turmas que treinam no local.

“Os alunos são muito participativos durante as aulas e gostam muito das modalidades e atividades que são ensinadas. No final da aula, os beneficiados já estão ansiosos para o próximo dia de atividades do projeto”, revela o professor Elton, que comanda os jovens durante as aulas e comemora o fato dos beneficiados crescerem como cidadãos dentro do projeto.

“Primeiro, os alunos têm um comportamento muito bom, não tenho nada a reclamar. Mas os mesmos apresentavam dificuldades para entender as atividades propostas pelo professor. Assim, as aulas foram modificadas para atender as necessidades de cada turma. Dessa forma, os alunos foram lapidados e, através da prática do esporte, os beneficiados do projeto evoluíram no respeito e na socialização”, disse.

ESPORTE NA CIDADE

Realizado pela De Peito Aberto, por meio da Lei Federal de Incentivo ao Esporte, o projeto Esporte na Cidade possui núcleos em diversos municípios dos estados de Minas Gerais, Bahia e Pará, com o patrocínio de grandes empresas. O projeto oferece aulas gratuitas de iniciação esportiva e outras modalidades, para crianças entre 7 e 17 anos, no contraturno escolar e sem nenhum custo aos alunos. Toda a metodologia é desenvolvida por um profissional de educação física contratado pelo projeto.

Com mais de seis anos de atividades, o Esporte na Cidade já atendeu mais de dez mil crianças e adolescentes, contribuindo para a formação social dos jovens, por meio de atividades de desporto educacional.