/BRUMADINHO: Voluntários buscam salvar animais atolados na lama

BRUMADINHO: Voluntários buscam salvar animais atolados na lama

Duas vacas que agonizavam na lama em Córrego do Feijão desde sexta-feira simbolizaram a revolta e a indignação dos moradores do povoado com a tragédia causada pela barragem da Vale. No fim de um dia de luta de voluntários para salvar os animais, uma das vacas, exausta, após dias presa na lama sem água e comida, foi desenganada por veterinários e teve que ser sacrificada, com uma injeção letal. Foi deixada na própria lama. A outra ainda aguarda ser salva. A tentativa de resgate foi adiante, somente após muita discussão com funcionários da mineradora e policiais, que não queriam autorizar o salvamento dos animais.

Pela manhã, a PM mineira impediu que os Anjos do Asfalto e voluntários da Eco Ação e do Instituto Luísa Mel resgatassem os animais, alegando falta de segurança devido ao alerta de possível novo rompimento de barragem.

Suspenso o alerta, à  tarde, a Vale, segundo moradores, mandou colocar tapumes para impedir o acesso ao local. Um grupo então arrancou os tapumes e os usou para calçar a lama e chegar até os animais, colocando a própria vida em risco.

— Tantas vidas humanas foram perdidas, nos deixem salvar ao menos esses pobres animais — disse Magda Lima, que perdeu amigos no desastre.

Enquanto voluntários tentavam tirar os animais da lama, uma funcionária da Vale, que não se identificou, pedia ao pé do ouvido de um policial que no dia seguinte bloqueassem o acesso de novo. A funcionária e os PMs disseram temer pela segurança da população.  Daniele Fernandes, que perdeu amigos, estava revoltada:

— Dizem que a gente está atrapalhando. Mas só querem colocar um tapume na tragédia. Sabemos que há risco,  mas nossa revolta é maior.

À medida que a tarde avançou, o grupo ganhou reforço da Cruz Vermelha,  da ONG Sea  Shepard munidos de um guincho. Bombeiros chegaram de helicóptero, mas disseram que a aeronave não suportaria o peso do animal. Uma veterinária então disse que não havia mais salvação  e desenganou a vaca, que nem era da comunidade. Segundo a moradora Silvana Gonçalves,  as duas vacas foram parar ali arrastadas pela onda de lama. Até o início da noite, voluntários ainda lutavam para salvar a vaca sobrevivente. Mantinham a esperança.

Fonte: O Globo Brasil

Compartilhar