/ALERTA: Mulheres de Santarém estão sendo mutiladas em cirurgias na Venezuela

ALERTA: Mulheres de Santarém estão sendo mutiladas em cirurgias na Venezuela

 

Mulheres estão sendo levadas para realizarem cirurgias plásticas na Venezuela. Devido a valorização do Real frente ao Bolívar venezuelano, as cirurgias saem a um preço muito baixo, em relação ao Brasil. Porém, nem sempre o que é barato compensa. O grande problema dessa situação é a falta de estrutura e higiene nos locais onde essas cirurgias são realizadas.

Em Santarém, pessoas estão convencendo mulheres a fazerem a tão sonhada cirurgia plástica a um preço acessível e com uma qualidade elevada. Sendo que tudo não passa de falsa promessa. 

A imagem abaixo é de uma das vítimas que fez a cirurgia no dia 19/10 e esta nesse momento em um Hospital de Santarém, lutando pela sua saúde. Ela pagou R$ 13 mil pelos procedimentos. Após a cirurgia, a vítima foi levada para um hotel, onde passou 7 dias no local, sem ter o acompanhamento de um médico, no pós-operatório. 

A cirurgia ocorreu na maternidade El Angel, na cidade de Margarita, na Venezuela. 

Por cirurgias plásticas mais baratas, brasileiros organizam viagens até a Venezuela.

Há inúmeras páginas e grupos no Facebook dedicadas ao assunto. Os interessados criam grupos no WhatsApp, em sua maioria compostos por mulheres, nos quais trocam experiências e organizam as viagens, atraídos principalmente pela oferta de menor preço. Alguns procedimentos chegam a custar menos da metade do valor cobrado no Brasil – os mais procurados são lipoaspiração, lipoescultura, rinoplastia, abdominoplastia e implante de silicone nos seios.

O risco é grande nas cirurgias. Além da possibilidade de ser operado por um profissional que não é cirurgião plástico, há também o perigo de o procedimento ser feito em uma clínica clandestina ou não haver cuidados adequados no pós-operatório.

Como ocorre a negociação

Médicos da Venezuela mantêm uma equipe dedicada a conquistar clientes no Brasil. Por meio de divulgações nas redes sociais e até pessoalmente, brasileiros anunciam o trabalho do profissional, propagando fotos de supostos resultados de procedimentos.

Esses intermediários geralmente ganham um percentual por cliente conquistado, e costumam fechar um pacote incluindo transporte, alimentação, estadia, cirurgia e cuidados durante o pós-operatório. Há outras opções para quem deseja viajar por conta própria.

Os pagamentos das cirurgias plásticas são feitos em uma única prestação, em dólar ou real. Na Venezuela, precisam ser pagos antes, por meio de depósito bancário ou entregues a um representante do médico.

 

Compartilhar