Mulher esfaqueia jovem dentro de ônibus que vinha de Alter do Chão

O excesso na bebida geralmente termina com violência. A jovem Layla Kaline da Silva Ferreira foi levada para a Seccional de Polícia Civil no início da manhã desta segunda-feira (27) após esfaquear Jonhatas de Lima Chaves, dentro de um ônibus que vinha de Alter do Chão para Santarém.

Lyla vinha de Alter de Chão na madrugada desta segunda-feira, quando houve um desentendimento por causa de um boné. O rapaz estava com a faca e tentou esfaqueá-la, mas ela conseguiu tirar a faca e o feriu. O jovem foi levado para o PSM, mas está fora de perigo. O motorista do ônibus parou o coletivo em frente ao quartel do 3º BPM e pediu ajuda médica. Um carro do Samu esteve no local.

 

Do RG 15/O Impacto

Clientes são vítimas do péssimo atendimento oferecido em Alter do Chão

Barraca do Gabi – Ilha do Amor. 

O péssimo atendimento nas barracas da Ilha do Amor, em Alter do Chão,  já não é novidade. Essa situação já virou rotina e parece não vai mudar.

Na terça-feira (21), um senhor juntamente com sua filha, ambos moradores da própria Vila de Alter do Chão, foram almoçar na Ilha do Amor e aproveitaram para curtir uma praia. Porém o almoço não desceu muito bem. Leia abaixo o desabafo da cliente. 

Hoje meu pai Paulo Brasil e eu decidimos almoçar na Ilha do amor, chegando lá só havia uma única barraca funcionando (Ou seja sem opção de escolha).. chegamos na barraca e fizemos o pedido para o garçom.. “O que tem de peixe?” perguntamos e ele respondeu “Pirarucu, Tucunaré e Tambaqui”.. optamos pelo pirarucu. O garçom perguntou frito ou assado? Respondi assado.. fritura não por favor (brinquei).. depois perguntei o preço.. ele respondeu apontando para o cardápio.. 60,00 reais.. respondi brincando e fazendo um chorinho.. “Poxa somos daqui, não somos turistas.. faz um desconto? (Meu pai até chamou minha atenção dizendo que não precisava pedir desconto)”.. enfim, o desconto rolou e o peixe ficou a princípio por 50,00.. fomos para mesa e ficamos apreciando nosso descanso.. a comida chegou com menos de 30 min..  

Na porção havia, 1 cumbuca pequena de farofa, 1 de vinagrete, 1 cumbuca média de arroz branco, 1 de baião e é uma travessa com o peixe.. Começamos a nos servir.. já comendo começamos a perceber que o peixe estava muito estranho.. na verdade era só gordura e um pedaço de osso (Nunca vi osso em peixe).. continuamos a procurar um pedaço de carne de peixe.. e nada.. nisso estávamos morrendo de fome.. continuamos comendo os acompanhamentos.. chamamos o garçom e relatamos sobre (O garçom não deu a mínima ).. continuamos a nos alimentar.. e chamamos outro garçom.. (Nada novamente).. chamei o filho do dono.. nada novamente.. chamamos outro garçom para retirar a mesa por já estávamos inconformados com tanto desrespeito.. pedimos a conta, o garçom que nos atendeu no início trouxe a conta e falou que tínhamos ganhado 10,00 reais em desconto (kkkkkkkk.. palhaça) pedimos para o garçom novamente para chamar o dono da barraca ou responsável (já havíamos pedido isso antes também) ele disse que se quiséssemos falar tínhamos que nos levantar e ir até lá.. levantamos e fomos.. chegando lá não havia nenhum responsável.. o Grilo que seria o responsável tinha saído.. Maisssss.. a Vânia estava (Vânia Silva é dona) e ela não se apresentou como dona .. ela estava ali.. frente a frente conosco..

Ou seja, tudo está virando um acaso.. eles só queriam que a gente saísse e pagasse logo.. meu pai começou a se alterar tirando fotos.. dizendo que queria falar com um responsável (Isso em tom de voz mais elevada).. Vânia se escondeu na cozinha.. o garçom começou a chamar meu pai aí de doido.. por várias vezes.. (fui até o garçom e falei respeita meu pai.. estamos aqui pra conversar com o dono.. e pagar.. isso que você está fazendo é horrível).. o garçom ficou fazendo chacota de nossa cara.. Falei para meu pai pra pagarmos e sairmos dali o mais rápido, porque o ambiente era de baixaria.. meu pai pagou dizendo que ele poderia pagar até mais.. se ele saísse satisfeito.  

Resumo, saímos de lá com fome.. de peixe não comemos nada.. era um bolo de gordura e osso.. colocamos as fotos no face por pura indignação pelos mal tratos.. Vânia escreveu, “tá com fome come em casa”, essa foi a resposta dela – os filhos? Hahahahaha.. gente educação vem de berço.. 

NOTA DO BLOG: Isso em Alter do Chão já virou rotina. A Secretaria de Turismo já fez vários cursos com os donos e funcionários de barracas, e não mudou nada. Proporcionar um bom atendimento precisa primeiro da “vontade” de mudança, de querer fazer o melhor pelo cliente. Coisa que não é pensamento dos donos de barracas da Ilha do Amor.  

O cliente postou em sua página do Facebook sua indignação com o péssimo atendimento. Sendo que após sua postagem a dona da barraca juntamente com sua família passaram lhe atacar via rede social. VEJA ABAIXO. 

Em Santarém bandidos estão cobrando pedágio e vendendo drogas no conjunto da COHAB

Beco onde ocorre a venda de drogas e cobrança de pedágio 

Moradores acionaram o blog para denunciar uma situação muito grave que está ocorrendo no conjunto da COHAB.

Os meliantes usam os entulhos para bloquearem o beco. 

No conjunto existe um beco que dá acesso à rua São Nicolau e a NS5. O beco está sendo usado para a venda de drogas e cobrança de pedágio a motoristas e moradores. Se não pagar o pedágio corre risco de ser agredido, roubado e ter seu automóvel apedrejado.

Praça onde fica um “olheiro” vigiando a chegada da polícia. 

Os moradores informaram que ficam 2 olheiros vigiando a chegada da polícia, um na praça  São Nicolau com a NS 4 e um na esquina da rua NS 5 com a Muiraquitã, canto da Igreja Assembleia de Deus.

Esquina da NS 5 com a Muiraquitã – local onde fica um olheiro.  

Os meliantes colocam barreiras no meio do beco para impedir a passagem de automóveis e assim fazem a cobrança.

Moradores já acionaram a polícia, mas nada foi feito.

 

Justiça suspende licença de instalação da mineradora Belo Sun, em Altamira no Pará

O início das operações do projeto “Volta Grande”, que prevê a mineração de ouro abaixo da barragem de Belo Monte, hidrelétrica que está em construção no Rio Xingu, no Pará, foi suspenso hoje por decisão da Vara Agrária e Juizado Especial Ambiental de Altamira.

A decisão que suspende a licença de instalação do empreendimento foi tomada pelo juiz Álvaro José da Silva Souza, que atendeu ao pedido de liminar apresentado pela Defensoria Pública do Estado do Pará, por conta de irregularidades fundiárias e desassistência à população local.

A ação cautelar, que foi apresentada no dia 31 de janeiro, tem como fundamento a falta de regularidade fundiária na área de instalação do projeto. No processo ajuizado contra a empresa canadense Belo Sun, que é a dona do projeto, e o Estado do Pará, a defensora pública agrária, Andreia Barreto, afirma que existem inúmeras comunidades rurais afetadas diretamente pelo empreendimento. “Há a falta de regularização fundiária, conflitos agrários e proximidades com a extração ilegal de madeira, como é o caso de parcela da Gleba Estadual Bacajaí”, declarou Andreia.

Clique aqui para ler a decisão na íntegra.

Em sua decisão, o juiz Álvaro José da Silva Souza confirma que a região está inserida numa área que deve ser objeto de reforma agrária. Segundo Souza, entre a licença prévia ambiental e a licença de instalação, passaram-se três anos sem que essas questões fundiárias fossem resolvidas. Na avaliação do juiz, é “completamente desarrazoado e injustificável” que até hoje as famílias residentes nas áreas identificadas “ainda estejam à mercê da própria sorte, sem saber qual será efetivamente seu destino, com o início da instalação do projeto minerário Volta Grande”.

O juiz chama a atenção para o fato de que a autorização “foi concedida sem a retirada das famílias que há décadas moram na área de abrangência do projeto”. Álvaro José da Silva Souza determinou que a empresa Belo Sun deixa de executar qualquer atividade na região enquanto não resolver a questão fundiária da região. A suspensão da licença tem prazo de 180 dias.

Um dia após a ação movida pela DPE, a Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas) do Pará liberou a licença de instalação para o projeto, documento que permite à empresa Belo Sun erguer suas estruturas. Com a decisão de hoje, essa autorização está suspensa.

A licença ignorou um parecer da Fundação Nacional do Índio (Funai), que apresentou diversas pendências e irregularidades no processo. Por conta da decisão do governo do Pará, a Funai informou que vai propor uma ação judicial para barrar o projeto de mineração.

A Belo Sun é controlada pelo grupo Forbes & Manhattan, um banco de capital privado que investe em projetos de mineração mundo afora. A extração de ouro prevê 12 anos de exploração de uma mina a 12 quilômetros da barragem de Belo Monte. A Belo Sun informou que o investimento total no projeto será de R$ 1,22 bilhão. A produção média do empreendimento prevista é de aproximadamente 150 mil onças de ouro por ano.

Apesar das polêmicas, para o governo do Pará o projeto é sinônimo de arrecadação. São mais de R$ 60 milhões somente em royalties de mineração em 12 anos. Desse total, informou 65% serão destinados ao município. “Em impostos, o empreendimento vai gerar cerca de R$ 130 milhões, em nível federal, estadual e municipal, durante o período de instalação. Uma vez operando, serão R$ 55 milhões ao ano, também para impostos nas três esferas”, declarou a Semas.

 

André Borges/Estadão

Município de Santarém está entre os piores índices de saneamento básico do país

Dez anos após a Lei do Saneamento Básico entrar em vigor no Brasil, metade da população do país continua sem acesso a sistemas de esgotamento sanitário. Segundo os dados mais recentes do Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento (SNIS), divulgados em janeiro deste ano e referentes a 2015, apenas 50,3% dos brasileiros têm acesso à coleta de esgoto, o que significa que mais de 100 milhões de pessoas utilizam medidas alternativas para lidar com os dejetos – seja através de uma fossa, seja jogando o esgoto diretamente em rios.

Em algumas regiões do país, como a Norte, a situação é ainda mais grave: 49% da população é atendida por abastecimento de água, e apenas 7,4%, por esgoto. O pior estado – da região e do país – é o Amapá, com 34% e 3,8%, respectivamente.

Santarém aparece na posição 98º

A cada 100 litros de água coletados e tratados, em média, apenas 63 litros são consumidos. Ou seja 37% da água no Brasil é perdida, seja com vazamentos, roubos e ligações clandestinas, falta de medição ou medições incorretas no consumo de água, resultando no prejuízo de R$ 8 bilhões.

Santarém possuiu um dos piores índices de saneamento básico. Perdendo apenas para Ananindeua(PA) e Jaboatão do Guararapes (PE).

Ao todo, 34 milhões de brasileiros ainda vivem sem água tratada. Metade da população não tem acesso a rede de esgoto. Doenças, sofrimento, esse é o Brasil do atraso.

Um estudo inédito, feito nas 100 maiores cidades do país, revela quais são os dez melhores e os dez piores municípios em serviços de saneamento básico.

 

 

Com informações do G1

Blocos de Empolgação vão recepcionar os turistas no aeroporto de Santarém

No território da Pérola do Tapajós, o turista que vier curtir o Carnaval de Santarém, terá uma programação especial que o deixará no clima da folia assim que chegar a cidade. A Prefeitura de Santarém, por meio da Secretaria Municipal de Turismo (Semtur), fará um receptivo inédito, a partir desta segunda-feira (20), às 13h, no Aeroporto Maestro Wilson Fonseca.

Elementos da nossa cultura carnavalesca vão decorar a sala de desembarque do aeroporto, e um grupo de dança fará as coreografias das levadas dos blocos, que serão executadas ao som de um mini trio, para que os visitantes já entrem no clima da folia de momo. “Preparamos essa ação para que os visitantes se sintam bem acolhidos, tenham conhecimento da programação do Carnaval e participem de tudo na cidade e em Alter do Chão”, destacou o secretário de Turismo, Pablo Barrudada.

 O receptivo conta com a parceria da Liga Independente dos Blocos de Empolgação de Santarém (Libes) e da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) e trata-se de um serviço necessário para a captação de turistas, já que mostra a tradição Santarena na arte de receber bem seus visitantes, com simpatia e alegria para que essas pessoas se sintam em casa e queiram voltar o ano todo para conhecer outros atrativos da cidade.A programação seguirá até o  dia 24 (sexta-feira).

Tadeu Pinho –  Assessoria de Imprensa da Semtur

Empresa aérea GOL vai fazer cobrança por mala despachada a partir de março

A Gol foi a primeira companhia aérea brasileira a confirmar que vai cobrar pelo despacho de mala. A cobrança foi autorizada por uma decisão da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) de dezembro do ano passado, que entrará em vigor no dia 14 de março.

“A Gol informa que terá uma classe tarifária mais barata para aqueles clientes que não forem despachar bagagens e oferecerá separadamente a opção de adquirir uma franquia, que será calculada por unidade, seguindo as dimensões e peso estipulados”, afirmou a empresa em comunicado. Os valores por peso não foram informados.

Segundo a empresa, o valor cobrado por mala será maior de acordo com a quantidade de itens que cada passageiro despachar. “A primeira será mais barata que a segunda, que será mais barata do que a terceira. E assim por diante”, afirmou a Gol, em comunicado.

A Gol ressaltou que vai criar um canal de atendimento exclusivo para tirar dúvidas sobre o tema e que a resolução da Anac também aumenta o peso da bagagem de mão, de 5 kg para 10 kg.

A empresa disse ainda que os passageiros frequentes, estão nas categorias superiores do seu programa de fidelidade, o Smiles, terão condições diferenciadas. O mesmo vale para os clientes que comprarem passagens com classes tarifárias mais altas, que já incluirão o preço da bagagem despachada.

Reação no Congresso.

O Senado aprovou um projeto de decreto legislativo para derrubar a norma da Anac, mas ele ainda precisa ser avaliado pela Câmara dos Deputados para efetivamente barrar a decisão da Anac, que entra vigor em 14 de março.

Televisão francesa apresenta os encantos de Alter-do-Chão

As belezas naturais e culturais do Pará foram mais uma vez destaque na imprensa internacional. Esta semana o canal de televisão francês TF1 mostrou no telejornal local os encantos da praia de Alter-do-Chão, em Santarém, no oeste paraense.

A matéria que está  no vídeo acima faz parte de uma série especial sobre turismo que revela os melhores lugares do mundo para se visitar nas férias, intitulada “Os destinos dos sonhos”, que já passou por lugares como Sicília (Itália), Nova Caledônia (Oceania) e Ilhas Rodrigues (Oceano Índico).

A vila balneária é uma das mais procuradas por turistas de todas as partes do Brasil e do mundo. Na reportagem, o jornalista Jean-Pierre Pernaut descreve Alter-do-Chão como um “pequeno paraíso no coração da Amazônia”. A praia é considerada um dos encantos da Pérola do Tapajós, como é conhecida a cidade de Santarém, e foi eleita pelo jornal inglês “The Guardian” a mais bonita do Brasil.

As imagens evidenciam a longa faixa de areia formada depois que o rio Tapajós baixa. A equipe de reportagem conversou com moradores da comunidade, guias locais e turistas, entre eles uma família francesa que já viajou o mundo e conheceu lugares paradisíacos. “É exatamente o cenário de cartão postal que vemos nas ilhas do pacífico. É surpreendente, muito surpreendente”, afirmou Erwan Le Luherne.

A reportagem também falou sobre o modo de vida local, mostrando a arquitetura, pesca artesanal, fauna, flora e a música, com destaque para o carimbó, com letras que celebram a cultura paraense e amazônica.

“Matérias em circulação em outras regiões do Brasil e até mesmo fora do país são importantes para a divulgação e promoção do turismo paraense. Elas agregam valor à comercialização do produto e, desta forma, incrementam ainda mais o fluxo de turistas no Estado”, avalia o secretário de Estado de Turismo, Adenauer Góes.

 

Da Agência Pará.

 

Motoristas estão impossibilitados de trafegar na rodovia BR-163

Conforme informação, a comunidade comovida com a situação dos motoristas, muitos sem dinheiro, fizeram uma parceira e improvisaram almoço para servir aos motoristas que estão parados a dias devido interrupção da rodovia em trecho sem pavimentação por conta das chuvas. O local foi improvisado em um posto de combustível no distrito de Caracol, no Oeste do Pará.

Produtores rurais moradores da comunidade doaram bovinos e outros produtos para oferecer aos motoristas. Uma cabeça de bovino esta sendo abatida todo dia para completar a alimentação.

A estimativa que 900 veículos e motoristas estão na comunidade, e outros 5 mil espalhados pela rodovia sem poder trafegar. A fila ultrapassa os 40 quilômetros de um lado para outro do ponto onde tem a interrupção (atoleiro) na rodovia.

Os motoristas reclamam o descaso do governo,estadual e federal, em outros casos o exercito já estaria no local ajudando, lamenta os motoristas.

 

Folha do Progresso

[ EMPREGO ]. Prefeitura de Santarém abre inscrições para processo seletivo simplificado

A Prefeitura Municipal de Santarém (PMS), por meio da Coordenadoria do PAC/Social/Seção de Recursos Humanos da Secretária Municipal de Infraestrutura (Seminfra), abre inscrições para Processo Seletivo Simplificado destinado para contratação e seleção temporária de 80 profissionais em nove áreas diferentes. A intenção é atender a necessidade de reestruturar a equipe do PAC/Social.

A seleção ocorrerá por meio de análise curricular, entrevista e redação. As 80 vagas estão divididas em: 50 (cinquenta) vagas para contratação temporária de técnicos de nível superior, sendo: 10 (Dez) vagas para Pedagogo (a), 15 (quinze) vagas para Assistente Social, 10 (dez) vagas para Psicólogo (a), 04 (quatro) vagas para sociólogo(a), 02 (Duas) vagas para Advogado(a), 05 (cinco) vagas para Administrador(a), 02 (Duas) vagas para Engenheiro Civil, 02 (Duas) vagas para Engenheiro Sanitarista e 30 (Trinta) vagas para Auxiliar Administrativo.

A inscrição é gratuita e deverá ser efetuada por meio de entrega da ficha de inscrição (anexa ao edital), no período de 15/02/2017 a 17/03/2017, das 8h às 14h, unicamente na PTTS, localizada na Avenida Cuiabá, 661, bairro da Liberdade, em Santarém (PA).

(Confira o edital do Processo Seletivo AQUI)

Confira o Cronograma do Processo Seletivo:

Fase de execução – Período Inscrição 15/02 a 17/03/2017

Análise documental – 17 a 20/03/2017

Resultado da análise – 21/03/2017

Entrevista – 22 a 24/03/2017

Redação –  27/03/2017

Resultado – 29/03/2017

Homologação – 30/03/2017

Contratação – 31/03/2017

Inacreditável! Funai proíbe acesso à terra indígena onde 2 índios vivem isolados no MT

Índios Tyku e Mondé-i vivem isolados em terra indígena no MT.

O acesso de não índios à Terra Indígena Piripkura, localizada nos municípios de Colniza e  Rondolândia, a 1.065 e 1.600 km de Cuiabá, onde vivem dois indígenas, continua proibido. A Fundação Nacional do Índio (Funai) publicou no Diário Oficial da União, que circulou na terça-feira (14), uma portaria prorrogando por mais 18 meses o prazo de restrição de entrada, trânsito e permanência de pessoas estranhas na área. As informações são do G1.

A terra indígena possui 242.500 hectares e é ocupada pelos índios Tyku e Mondé-i, supostamente os dois últimos membros da tribo da etnia Piripkura, considerada em extinção. Não existe política indígena como a brasileira em nenhuma outra parte do Universo conhecido.

Segundo a Funai, a proibição da entrada de pessoas à área foi mantida com o objetivo de dar continuidade aos estudos de localização e monitoramento da referência de índios isolados, além de proteger os índios de doenças. A portaria baixada em 2008 já foi prorrogada várias vezes.

Na prática, áreas como estas acabam controladas por ONG’s com ramificações internacionais, transformando áreas imensas do território brasileiro em propriedade estrangeira.

É lamentável.

PARA A FUNAI ELES TEM  DIREITO A ESSA TERRA.

O órgão considerou, ao prorrogar a proibição de acesso, o reconhecimento dos direitos originários dos índios sobre as terras independentemente da demarcação, bem como a garantia de assistência aos índios, como determina a lei.

 

Adiado início das aulas no residencial salvação

As aulas do anexo da Escola Municipal Aldo Ferreira Lima, no Residencial Salvação, que estavam programadas para iniciar nesta segunda-feira (20), só vão começar no dia 02 de março, mesma data de início das atividades das Unidades de Educação Infantil – UMEIs.

Houve atraso na entrega do mobiliário para o anexo, por isso a Prefeitura de Santarém achou por bem adiar o início das aulas, a fim de abrir o espaço quando ele estiver devidamente equipado para atender as crianças com conforto.

O anexo que conta com cinco salas de aula atenderá 314 alunos, divididos nos turnos matutino e vespertino. Pela manhã, duas turmas de Pré-I, uma turma de Pré-II e duas de 1º ano. À tarde, serão duas turmas de 2º ano, uma de 3º ano, uma de 4º e uma de 5º ano.

Sílvia Vieira – Assessora de imprensa – Semed

Deputado de Marabá Beto Salame destina emendas parlamentares para Santarém.

 Osmando Figueiredo (esq.) e Deputado Beto Salame (dir.) 

Em evento realizado em Belém, o Ministro Helder Barbalho anunciou a liberação de 42 milhões para a compra de equipamentos. Pelo menos 96 municípios paraenses serão contemplados com 140 equipamentos, sendo 86 unidades de caminhões coletores de lixo, 14 lanchas e mais 40 caçambas que vão atender de variadas formas as necessidades de 4,6 milhões de pessoas. Fruto de uma emenda aprovada por unanimidade pela bancada paraense na Câmara Federal, em 2016.

PRAZO

O titular do ministério também explicou que o prazo para a entrega dos equipamentos é de até 120 dias. Para isso, será feita uma entrega em Belém, atendendo aos municípios da Região Metropolitana e adjacências. Outra entrega será feita em Marabá, atendendo as regiões sul e sudeste, e, por fim, em Santarém para atender o oeste do Pará.

BETO SALAME DESTINA EQUIPAMENTO PARA SANTARÉM.

O Deputado Beto Salame (PP), destinou uma caçamba para Santarém dentro dos 140 equipamentos que serão liberados para vários municípios do Pará. O pedido para que esse equipamento fosse liberado, partiu do presidente Municipal do PP de Santarém, o advogado Osmando Figueiredo.

O Deputado Beto Salame foi o único parlamentar de dentro da bancada paraense que destinou equipamento para Santarém.

DEPUTADO IRÁ DESTINAR OUTRA EMENDA PARA SANTARÉM.

O deputado Beto Salame irá atender outro pedido do Presidente Municipal do PP de Santarém.

O pedido se trata de mais uma emenda parlamentar para Santarém. Sendo que está será para o setor da saúde.

Osmando Figueiredo se reuniu na tarde de hoje (16), com o Secretário de Saúde Edson Filho e com o Secretário de Planejamento Rui Correa, onde ficou definido que a emenda será para custeio do Hospital Municipal de Santarém. A emenda Parlamentar será na ordem de 2 milhões de Reais